A diabetes é uma das doenças que vem crescido de forma assustadora a cada ano que passa. Caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose (açúcar) na corrente sanguínea juntamente da incapacidade de o corpo conseguir transformar e utilizar esse açúcar da forma que deveria, muitas pessoas já sofrem com a doença e desconhecem, ou simplesmente não conseguem identificar através dos sintomas, que muitas vezes são quase que silenciosos. Por isso, a importância em sempre realizar exames de rotina para avaliar a saúde. Quanto antes descoberta, melhor será a resposta do tratamento, principalmente se o quadro se apresenta somente como um alerta da doença, com alterações do nível da glicose, que apontam que o paciente está com pré-diabetes e que precisa se cuidar para que a doença não seja diagnosticada de fato.

O que é Pré-Diabetes?

A pré-diabetes é o alerta dado através de exame laboratorial de sangue informando sobre o risco aumentado do paciente adquirir a diabetes de tipo 2. Não é um diagnóstico da doença, mas um aviso que os níveis de glicemia no sangue estão fora da normalidade e devem ser tratados cuidadosamente para que não se eleve ainda mais e a doença seja adquirida.

Quando recebido esse alerta, o paciente deve levar a sério o tratamento e ter ciência dos riscos mesmo da doença nessa fase. Já que pesquisas realizadas em cima do assunto, apontam que pré-diabéticos tem maior risco de sofrer com problemas cardiovasculares do que o restante da população. Outros problemas de saúde que foram observados com maior gravidade em pré-diabéticos foram: problemas renais, nos nervos e alterações nos olhos.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Causas da Pré-Diabetes

Muito se fala da diabetes adquirida, se referindo a diabetes de tipo 2, mas como acontece e quando acontece? Poucas pessoas sabem as causas da pré-diabetes ou só recebem as instruções quando o alerta que a doença está próxima. Então, nada melhor para evitar a doença do que ter conhecimento das causas e de tudo que pode levar ao diagnóstico da doença.

Com a vida stressante das pessoas hoje em dia, focadas completamente com suas vidas profissionais e acadêmicas, a saúde vai sendo deixada cada vez mais de lado, até que o corpo começa a dar sinais, assim como um carro precisa de combustível para funcionar, o corpo também precisa estar abastecido adequadamente para conseguir seguir. Mas, infelizmente a maioria das pessoas só lembram da manutenção do corpo quando este pede socorro.

Entre as principais causas da pré-diabetes está a má alimentação, o sedentarismo, o aumento de peso excessivo e obviamente não podemos deixar de fora a questão da genética familiar, que influência muito. Exceto a última causa, de histórico familiar, as demais podem todas serem evitadas através dos bons hábitos e mudanças na rotina.

Exames Para Diagnóstico da Diabetes

Quando observado sintomas suspeitos ou simplesmente por solicitação medica nos exames de rotina, é possível investigar e diagnosticar a diabetes através de exames laboratoriais de sangue. Até mesmo nos exames comuns de sangue é possível verificar quando a glicemia está alterada, o que servirá de indicativo para o médico solicitar exames mais específicos de avaliação da glicemia.

Glicemia de Jejum

O exame de glicemia de jejum ou também conhecido como glicose em jejum é o exame de sangue laboratorial que tem o foco de medir as taxas de glicose encontradas na corrente sanguínea. Para obter a analise exata é necessário estar em jejum completo de 8 a 12 horas, sendo liberado somente a ingestão de água. É através desse exame que é analisado a existência da pré-diabetes ou até mesmo a porta de confirmação da diabetes em si.

Pode ser realizado especificamente para acompanhamento da glicose no sangue ou em conjunto com outros exames mais específicos, que darão um resultado mais especifico e claro ao paciente. Seus valores de referências são:

  • Glicemia Normal: Abaixo de 110 mg/dl;
  • Glicemia alterada: entre 110 mg/dl e 125 mg/dl;
  • Diabético: acima de 126 mg/dl;
  • Glicemia baixa / hipoglicemia: abaixo de 70 mg/dl.

No caso de resultado superior a 125 mg/dl, será necessário repetir o exame para avaliação. É recomendado confirmação em pelo menos 2 amostras de sangue para confirmar a diabetes. Mas se o resultado deu entre 110 e 125 mg/dl indica que o paciente está pré-diabético e precisa de um acompanhamento especifico para que a doença não ocorra de vez.

Hemoglobina Glicada

A hemoglobina (Hb)é uma proteína encontrada em nossa corrente sanguínea, mais precisamente nas hemácias e tem a função de transportar oxigênio no sangue. Essas hemácias tem o tempo de vida de aproximadamente 90 dias, que durante esse período vão se interligando a glicose, o que ganha o nome de hemoglobina glicada (HbA1c). Quando muito alterado os níveis de glicose, a hemoglobina glicada também se apresenta alterada.

No exame de hemoglobina glicada é possível avaliar uma média dessas alterações nos últimos 90 dias, podendo variar para menos, já que não é possível precisar o tempo de durabilidade das hemácias. Com essa avaliação de um período mais extenso é possível indicar se é um descontrole momentâneo ou que permanece no último período. Seus valores de referências são:

  • Pessoas saudáveis: entre 4.5% e 5.7%;
  • Pré-diabético: entre 5.7% e 6.4%;
  • Diabético: acima de 6.5%

Para consideração dos resultados, o médico analisará diversos fatores sobre o paciente, como fatores de risco, sintomas e a presença de complicações crônicas. Pode ser solicitado mais exames avaliatórios ou já iniciar o tratamento adequado ao caso do paciente.

Teste de Intolerância à Glicose

O teste de intolerância à glicose via oral, também conhecido pelos laboratórios como curva glicêmica ou TOTG é realizado através da coleta de sangue em jejum e após ingestão de um líquido muito doce fornecido pelo laboratório. As coletas são realizadas na seguinte ordem: jejum, 1 hora após a ingestão, 2 horas após a ingestão e 3 horas após a ingestão. O paciente deve permanecer por todo o período no laboratório. Normalmente esse exame é solicitado durante a fase gestacional, para investigar a presença de diabetes gestacional. Os valores de referência são:

  • Pessoas saudáveis: Até 140 mg/dl;
  • Pré-diabético:entre 140 e 199 mg/dl;
  • Diabético: Superior a 200 mg/dl.

Com base nos resultados e referências de cada laboratório, o médico indicará o tratamento adequado e o devido acompanhamento ao paciente.

Pré-Diabete Afeta a Fertilidade?

A diabetes descompensada pode causar graves complicações na vida de homens e mulheres e uma dessas complicações é de afetar a fertilidade. Na pré-diabetes pode ser um alerta para que seja cuidado para que os altos índices de glicose no sangue venham afetar a fertilidade de ambos.

No caso dos homens, a glicose descompensada pode provocar distúrbios no metabolismo de proteínas e gorduras, ainda aumentando a fragmentação do DNA dos espermatozoides, o que reduz a qualidade seminal, aumentando as possibilidades da má formação ou aborto espontâneo. Homens diabéticos podem apresentar problemas de ereção ou em alguns casos, o de ejaculação retrograda, invés dos espermatozoides saírem pela uretra, subir para a bexiga.

No caso das mulheres, a descompensação da glicose pode afetar o ciclo menstrual e com isso impossibilitar a ovulação. Dificultando a fecundação e aumentando os riscos de abortos espontâneos. Mulheres diabéticos correm o risco de sofrer com a menopausa precoce, causando a infertilidade definitiva.

A melhor forma de evitar que isso aconteça, é assim que descoberta a pré-diabetes, seguir as instruções medicas adequadamente, mudar seus hábitos alimentares e iniciar a pratica de exercícios físicos. Somente assim, é possível reverter o quadro e controlar os níveis de glicemia. Se deseja engravidar, além de todos esses cuidados, recomendamos o uso de vitaminas da fertilidade como FamiFerti e ViriFerti, que além de suprir todas as necessidades vitamínicas do corpo, ainda potencializam a ovulação, o útero e o endométrio no caso das mulheres e fortalece os espermatozoides, além melhorar o DNA e a produção seminal no caso dos homens. Você pode adquiri-las aqui em nossa loja virtual.

Faça visitas medicas regularmente e sempre realize exames de rotina. A descoberta de qualquer doença, mesmo que seja só um aviso com a pré-diabetes é o melhor caminho para buscar o tratamento adequado e reduzir os transtornos.

Foto: Agência Brasil Fotografias