Antes de engravidar, ficava me perguntando o que é pré-natal? Será mesmo tão necessário? Sim! O pré-natal é a forma mais segura de garantir que a gravidez está cercada de cuidados, que todos os exames necessários estão sendo feitos para evitar imprevistos na gestação. É primordial para mamãe e bebê.

Assim que desconfiei da gravidez, fui alertada por várias amigas a iniciar o pré-natal assim que pegasse o positivo que confirmava a gestação. Mesmo antes da 6ª semana agendei a consulta com o ginecologista obstetra (GO).

O que é o Pré-Natal

Lá no consultório do médico me informei melhor sobre os procedimentos iniciais da gestação e soube que o pré-natal envolve tanto as consultas mensais (semanais no final da gestação) como exames de rotina como de sangue, de urina, papa nicolau (citologia oncótica) e outros.

Um pré-natal deve-se começar com a escolha do médico afinal, ele irá te acompanhar a gestação toda. Ter confiança no profissional que cercará a sua gravidez é essencial. Após marcar a consulta, deve-se anotar a data da última menstruação, assim mesmo com ciclos irregulares, o médico terá uma noção de quantas semanas você está de gestação. Se ainda não fez o beta, faça.

Levar o exame para confirmar que realmente é positivo e um valor seguro de hormônio para aquela idade gestacional pode adiantar o processo do pré-natal. Em todo o pré-natal o médico irá monitorar a gestante e desde as primeiras semanas.

O pré natal também serve para saber a quantidade de fetos que estão sendo gestados, a ultrassom serve para visualizar se a gestação é múltipla ou única. Gravidezes de múltiplos é considerada uma gravidez de risco, portanto um médico de pré-natal de alto risco irá monitorar a grávida.

Quais São os Exames Pré-Natais a Serem Feitos

Na primeira consulta o médico irá medir a pressão, pesar a futura mamãe e talvez medir a barriga. Caso esteja tudo bem com a pressão, ele irá receitar ácido fólico (se a mamãe já não estiver tomando) e prescrever os seguintes exames pré-natais a serem feitos:

Hemograma Completo

Verifica a situação dos glóbulos brancos, vermelhos e demais componentes. Se as plaquetas estão em níveis ok (acima de 200). Exame feito mensalmente.

Exame de Urina

Informa ao médico se a futura mamãe está com infecção urinária ou algum item elevado no corpo. Cetonas, proteínas e demais enzimas são contadas, assim o médico pode dizer se está tudo bem. Exame feito a cada dois meses.

Glicose

Verifica a quantidade de açúcar no sangue. Através desse exame dá para saber se a mulher tem propensão a diabetes gestacional. Exames feito em cada trimestre de gestação.

HIV (vírus da Aids)

Verifica a existência do vírus da doença. Se soro positiva, a mãe terá de tomar medicação durante a gestação e o bebê deverá ter o mínimo contato possível com o sangue da mãe na hora do parto para evitar contaminação e não poderá ser amamentado.

VDRL

Exame que investiga a existência de sífilis. A doença pode provocar má formação no feto caso não seja feito um tratamento eficiente e precoce.
Rubéola: Também preventivo contra má formações. O exame de rubéola é feito em duas etapas, visa identificar o IgG (anticorpos) e IgM (doença ativa) no corpo da gestante.

Toxoplasmose

A mesma finalidade do exame de Rubéola e VDRL tem a finalidade de prevenir más formações no bebê. Seu IgG deve ser reagente, caso não seja deve-se evitar contato com fezes de animais como gatos.

Citomegalovirus

Pertence à família do herpes e pode trazer transtornos a futura mamãe. Esse vírus traz a queda brusca da imunidade da gestante. Verificar se a mulher já possui imunidade a doença é a finalidade desse exame.

Hepatite C e B

As formas de hepatite podem ser transmitidas ao bebê no parto, por isso é importante saber se a mãe é hospedeira do vírus. Também é necessário saber se a mãe é portadora da doença para uma monitoração do médico mais de perto, ele deve verificar sinais de parto prematuro ou mesmo de infecções agudas ainda na gestação.

Além dos exames de sangue, o exame de fezes e também a ultrassom é pedido pelos médicos. É importante saber se a gestante tem algum parasita (nas fezes) e a ultrassom é para saber se o bebê está alojado no local certo e também de quantas semanas é a gestação.

Quanto mais nova a gestação menor a chance de erro de datas. Ao longo da gestação alguns outros ultrassons são pedidos, a morfológica ou translucência nucal com 12 semanas, com 20 semanas e com 34 semanas. Alguns médicos podem pedir ultrassons a mais, vai depender da saúde da mamãe e se desconfia que alguma coisa possa estar errada na gravidez.

A morfológica verifica a saúde de todos os órgãos do bebê. Alguns médicos também podem pedir o exame do coração do bebê. É uma ultrassom especifica para ver os canais do coração e conferir se está formado corretamente. Em todos os ultrassons o médico irá verificar o grau de maturidade da placenta e se o bebê está crescendo corretamente e claro, o sexo do feto.

A medição da barriga é um exame que passa a ser feito em todas as consultas à partir da 12ªsemana. Nesse período o médico já consegue ver a altura uterina e saber se o bebê está se desenvolvendo de acordo com a idade gestacional. No consultório também há o exame de doppler, aparelho que permite o médico ouvir os batimentos cardíacos do bebê por via de ondas sonoras.

Esse exame é feito a partir da 16ª semana de gestação e nem sempre pode dar certo, portanto não fique aflita se o médico ainda não conseguiu ouvir os batimentos do bebê. Dependendo da potência e estado do aparelho do consultório do médico, apenas a partir da 22ª semana conseguira ouvir os batimentos cardíacos do feto.

Exame de Toque

O exame de toque é feito apenas se necessário, não se aplica toque em todas as consultas. O ganho de peso também é fator controlado nas consultas de pré natal, tal como a pressão arterial para evitar problemas com hipertensão gravidica.

Aprendi que fazer um bom pré-natal é ter a segurança que o bebê está bem e de que o parto será feito no momento certo. Acompanhar a risca a evolução da gestação é essencial para tranquilidade da mãe e assegurar uma gestação livre de preocupações.

Faça do seu obstetra o seu melhor amigo.

Veja também: Exames Pré-Natal – Qual a Importância Deles?

Fotos: wayne mah, Ⅿeagan

_

Caixa de Informações Chave:

  1. O pré-natal é a forma mais segura de garantir que a gravidez está cercada de cuidados, que todos os exames necessários estão sendo feitos para evitar imprevistos na gestação.
  2. O pré-natal envolve tanto as consultas mensais (semanais no final da gestação) como exames de rotina como de sangue, de urina, papa nicolau (citologia oncótica) e outros.
  3. O pré natal também serve para saber a quantidade de fetos que estão sendo gestados, a ultrassom serve para visualizar se a gestação é múltipla ou única.
  4. Além dos exames de sangue, o exame de fezes e também a ultrassom é pedido pelos médicos. É importante saber se a gestante tem algum parasita (nas fezes).
  5. O exame de toque é feito apenas se necessário, não se aplica toque em todas as consultas.