Estar grávida é sinônimo de muitos sentimentos bons, de esperança e de uma ansiedade boa por uma vida que está para chegar. Mas o processo não é dos mais fáceis, como muitas mulheres bem sabem e um verdadeiro festival de hormônios invade o corpo da mulher, a obrigando a mudar seu estilo de vida para se adaptar à essa fase. E com isso, é claro que surgem alguns problemas como a prisão de ventre na gravidez.

A notícia boa é que nem sempre essas mudanças precisam ser negativas, mesmo quando surgem problemas como a prisão de ventre na gravidez. Como não é algo raro de acontecer, muitas pessoas trabalham para que cada vez menos gestantes sofram com esse tipo de condição, tudo isso sem prejudicar nenhum outro aspecto da gravidez e, principalmente, o bebê.

Através de dietas e alimentação feita de forma correta, uma grávida pode se livrar da prisão de ventre sem sofrer muito. Mas para combate-la, é necessário saber algumas informações básicas, como os malefícios da prisão de ventre e como ela age em seu corpo.

O que é Prisão de Ventre?

Prisão de ventre, também chamada de intestino preso ou constipação é a dificuldade do intestino de cumprir a sua função, que acaba exigindo um esforço muito grande na hora da pessoa evacuar, comumente associado a fezes muito ressecadas.

A prisão de ventre também traz consigo sintomas como desconforto abdominal e cólicas. Essa condição não é simplesmente sobre a frequência que uma pessoa evacua, mas sobre a dificuldade que ela tem de realizar o ato. Muitas pessoas que sofrem de prisão de ventre evacuam todos os dias, mas mesmo assim sofrem com as dores e os sintomas dessa condição.

Por Que ocorre a Prisão de Ventre na Gravidez?

A prisão de ventre não é uma exclusividade de mulheres grávidas. E é importante frisarmos essa informação porque nem todo caso de prisão de ventre na gravidez ocorre exatamente por causa da gravidez.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Muitas vezes uma mulher pode já sofrer com essa condição antes mesmo de engravidar e continuar a tendo depois de estar grávida, ou até mesmo com uma agravação desse problema. Agora, é possível que a gravidez cause a prisão de ventre? Sim. E é algo muito comum, na verdade.

A explicação para isso é simples. Primeiramente, o corpo da mulher muda muito, como já dissemos no início do texto. E uma das maiores e mais perceptíveis mudanças é na barriga, onde o bebê se desenvolve.

A barriga da mulher cresce e o útero dilata, o que, inevitavelmente, faz com que o intestino fique mais apertado dentro do corpo da mulher. O resultado disso é exatamente essa prisão de ventre comum da gravidez.

Além disso, também existe outro fator: O grande aumento de progesterona, um dos principais hormônios da gravidez, acaba deixando o intestino mais preguiçoso, o que também colabora para que ocorra a prisão de ventre na gravidez.

A Prisão de Ventre Pode Prejudicar a Gravidez?

Essa não é uma pergunta simples de ser respondida, uma vez que precisamos pensar que ela não se refere simplesmente ao bebê, mas também como a mãe se sente durante o período de gestação.

A prisão de ventre na gravidez não afeta o bebê de nenhuma forma, ou seja, ela não vai ser prejudicada diretamente por essa condição da mãe. Mas ela sim pode se prejudicar, por conta de todos os sintomas que já citamos aqui e também porque seu corpo está mais frágil por conta da gravidez.

Indiretamente, a prisão de ventre na gravidez acaba afetando o bebê, já que tem a ver com a alimentação da mãe. Por isso, a melhor forma de evitar que ela ocorra é com uma dieta balanceada.

Melhor Dieta para Gestante

Para que os sintomas da prisão de ventre sejam amenizados e que ela não se torne um problema na vida de uma mulher grávida, é recomendado que se faça uma dieta para gestante rica em fibras, comendo de 3 em 3 horas e mastigando muito os alimentos, de preferência devagar para facilitar a digestação, além de também se manter hidratada, tomando pelo menos 2 litros de água todos os dias.

Alimentos Recomendados para Grávidas

Os principais alimentos recomendados para combater a prisão de ventre na gravidez são:

  • Frutas com casca
  • Pão integral
  • Arroz integral
  • Verduras e legumes
  • Sementes
  • Nozes

Alimentos Não Recomendados para Grávidas

Também existem os alimentos que devem ser evitados para que a prisão de ventre de uma grávida não tenha complicações. Eles são:

  • Refrigerantes e doces industrializados
  • Leite
  • Carnes processadas
  • Frituras

A prisão de ventre é um problema que atinge milhões de pessoas, muitas mulheres e é bastante comum durante a gravidez. Mas apesar de parecer inevitável, esse é um problema que pode ser resolvido de forma tranquila e que não afeta muito a gravidez em si.

Não é necessário o auxílio de medicamentos e nem de nenhum tipo de tratamento intensivo para que a prisão de ventre de uma grávida melhore. Uma dieta controlada e seguida de maneira correta pode ajudar a fazer com que esse seja um problema a menos em sua gravidez. Assim, as preocupações não somem da cabeça de uma mulher que está prestes a dar à luz, mas elas com certeza diminuem.

Veja Também: Diarréia no Final da Gestação – Entenda o Sintoma
Foto: Free-Photos