Benefícios do Complexo B

Para que a saúde e organismo do ser humano funcione plenamente são necessários diversos cuidados. Entre eles está o consumo de vitaminas e nutrientes responsáveis pela harmonia de todo esse funcionamento. Algumas são ainda mais essenciais e que a falta dela pode trazer prejuízos graves a saúde. Entre a lista das vitaminas indispensáveis para o corpo humano, está o complexo B. Vitaminas estas que são adquiridas facilmente em diversos alimentos consumidos diariamente pelo homem ou através de suplementos em cápsulas. As vitaminas do complexo B são de grande importância para o funcionamento do organismo e responsáveis por papeis importantes a saúde, como no metabolismo da glicose e no fortalecimento do sistema nervoso e digestivo. Para as pessoas que treinam tem ainda mais importância, já que devido as atividades físicas as necessidades dos nutrientes redobram. As vitaminas do complexo B também auxiliam na regeneração e aumento muscular e dão ainda mais disposição ao treino, já que se converte em energia ao corpo.

Vitaminas do Complexo B

O complexo B anteriormente chamado de apenas vitamina B, é um conjunto formado por oito vitaminas distintas e hidrossolúveis (que dissolvem em água) e percorrem pelo corpo através da corrente sanguínea. Cada uma delas com sua função diferenciada e indispensável ao organismo. O complexo B é composto pelas vitaminas tiamina (B1), riboflavina (B2), niacina (B3), ácido Pantotênico (B5), piridoxina (B6), biotina (B7), folato (B9) e cobalamina (B12).

1 – Tiamina

A Tiamina, também conhecida como vitamina B1 auxilia na metabolização dos carboidratos corporais e também na produção do sangue. Apoia a fabricação de glóbulos vermelhos e brancos, além das plaquetas. Deve ser usada em conjunto com o ferro que também contribui para a produção de glóbulos vermelhos. Contribui para a digestão adequada do corpo e a tonificação muscular principalmente para aqueles que fazem treinos intensos de musculação. Sua maior função no corpo é converter os carboidratos em açúcar, que resultarão em mais energia corporal. Seus benefícios se estendem aos cuidados da pele, cabelo, músculos e também das células nervosas. Ainda auxilia na perda de peso já que pelo aumento de energia, o corpo acelera a queima dessa energia armazenada. A tiamina também é apontada como um ótimo fortalecedor do sistema imunológico, auxiliando no combate do stress.

Fonte de Tiamina: A tiamina é facilmente encontrada em alimentos como cereais integrais como o arroz e a aveia, grãos como feijão, soja, amendoim e lentilha e leguminosas como couve e espinafre.

2 – Riboflavina

Nome científico riboflavina, mas popularmente conhecido como vitamina B2, ela é fundamental para a produção de hemácias e para fortalecer o sistema imunológico com a produção de anticorpos. Sua principal função para o organismo humano é na conversão dos alimentos em energia a ser gasta pelo corpo, acelerando o metabolismo e atuando como ótimo antioxidante. Sua ingestão também é indicada no controle e tratamento de enxaquecas.

Fonte de Riboflavina: A riboflavina é facilmente encontrada em alimentos do cardápio alimentar diário de todo ser humano como: leite, ovos, iogurtes e demais como cogumelos, amêndoas e espinafre.

3 – Niacina

A niacina também conhecida popularmente como vitamina B3 é uma das vitaminas do complexo B responsável em converter carboidratos em energia corporal. Ela permite que todo alimento seja convertido em combustível para as células do corpo. A vitamina B3 ou niacina tem grande ação antioxidante e age no combate dos radicais livres, além de colaborar no metabolismo da glicose, dos aminoácidos e também dos ácidos graxos.

Fonte de Niacina: A niacina é encontrada nos alimentos como fígado, leites, iogurtes, peixes, tomate, amendoim, frutas secas, carnes vermelhas, levedura, feijão e ovos.

4 – Ácido Pantotênico

O ácido Pantotênico também conhecido como vitamina B5, faz um papel importante na produção de corticoides que atuam na cura de inflamações crônicas. Age também no metabolismo dos ácidos graxos, aminoácidos e da glicose, auxiliando que o corpo utilize cada uma dessas substancias com total eficácia. A deficiência do ácido Pantotênico no organismo pode trazer diversos transtornos como retardo de crescimento, queda brusca de cabelo, artrite e problemas graves de alergia. A vitamina B5 é uma auxiliar na produção de hormônios da glândula suprarrenal.

Fonte de Ácido Pantotênico: É possível encontrar o ácido Pantotênico nos alimentos como leite, ovos, grãos como ervilhas, feijão e carnes como vísceras.

5 – Piridoxina

A piridoxina também conhecida como vitamina B6 ou principal hormônio do crescimento, atua no aceleramento do crescimento dos adolescentes na puberdade. É uma importante vitamina que auxilia na produção de glóbulos vermelhos e age no metabolismo dos ácidos graxos, aminoácidos e da glicose, fazendo com que o corpo utilize de cada uma delas com total eficácia. A deficiência da piridoxina no organismo pode ocasionar grandes transtornos como confusões mentais, formigamentos e dormência de pés e mãos, crises de convulsões e em alguns casos até anemia.

Fonte de Piridoxina: É possível ingerir a vitamina B6 ou piridoxina através do consumo de peixes, salmão, nozes, milho, couve-flor, banana, melão e cereais integrais em geral.

6 – Biotina

A biotina também conhecida como vitamina B7 é a responsável pela fabricação dos ácidos graxos e assim como as outras coopera para o processamento de carboidratos e proteínas. Conhecida popularmente por sua grande eficácia com a saúde da pele, cabelos e unhas, ela é apontada como a vitamina da beleza.
É uma vitamina apontada como indispensável durante a gestação, já que está ligada diretamente ao desenvolvimento do bebê. Possui grande destaque também pelo seu auxilio no controle da glicemia do sangue.

Fonte de Biotina: Podemos encontrar a biotina em alimentos como carnes vermelhas, fígado, carne suína, frango, batata, gema do ovo, couve-flor e peixes.

7 – Folato

O folato ou vitamina B9, mais popularmente conhecida como ácido fólico é a vitamina principal das grávidas. É a vitamina que está ligada diretamente na produção de células e famosa por ajudar na boa formação dos óvulos e espermatozoides. Após a concepção evita que o embrião tenha algum tipo de má formação por células imperfeitas. A vitamina B9 também colabora para a produção das hemácias do sangue. O folato ou vitamina B9 é recomendado também no combate da depressão e no tratamento e prevenção de pacientes com perda de memória.

Fonte de Folato: Encontramos o folato em alimentos como beterraba, abacate, verduras de folhas verdes escuras, salmão, leite e aspargo.

8 – Cobalamina

A cobalamina ou conhecida por vitamina B12 é a responsável por prolongar a vida saudável das células corporais. Ela possui capacidade única de junção com outras vitaminas para agir de forma variada no organismo. O complexo B também possui a vitamina B11 a qual é essencial para o crescimento neurológico de crianças e bebês no estágio da primeira infância. As vitaminas desse complexo são fundamentais para completar o bem-estar e devem ser consumidos em doses ideais por alimentos ou complementos alimentares como capsulas que são vendidas em farmácias. As vitaminas do complexo B protegem o organismo de diversas doenças inclusive fortalece os rins, fígado e coração por aumentar a circulação sanguínea. Além disso, a vitamina B é considerada essencial para evitar ou controlar problemas como depressão, síndrome do pânico e doenças psiquiátricas. A ingestão do complexo B auxilia no tratamento de depressivos crônicos e possibilita a melhora sem aumento da dose de antidepressivos.

Sintomas da Baixa de Complexo B

Para a maioria das pessoas, sintomas como dores de cabeça desânimo e outros podem ser relacionados a problemas do dia a dia, mas também podem ser considerados como baixa de vitaminas pelo médico. Vejamos o que pode causar a baixa de cada componente do complexo B:
B1: Dormência dos órgãos extremos como dedos dos pés, mãos e até os membros, aumento na incidência de câimbras, aumento de doenças virais como gripes, laringites e até meningite.
B2: Aparecimento de rupturas cutâneas e labiais. Mudança de coloração na virilha e algumas partes mais sensíveis como boca e pálpebras.
B3: Baixa de apetite, emagrecimento repentino, excesso de fabricação da saliva, tonturas e desmaios.
B5: Circulação corpórea comprometida além de náuseas, dores abdominais e maior incidência de gases abdominais.
B6: aumento de doenças como estomatite e inflamação bucal (gengiva e língua) e aumento da incidência de câimbras.
B7: Aumenta a propensão a inflamações oculares como conjuntivites e até diabetes.
B9: Aumento da produção hemolítico e também proporciona a aparição de anemias.
B12: Reduz a imunidade deixando o organismo parcialmente desprotegido contra doenças importantes como caxumba, rubéola e até sarampo. A ausência dessa vitamina na alimentação reduz consideravelmente a quantidade de leucócitos no sangue.

Complexo B Engorda?

Ao contrário do que muitas pessoas indicam, o complexo B não faz com que a pessoa engorde. O consumo de vitaminas do complexo B não fornece nenhuma caloria ao corpo e todo seu excesso é eliminado através da urina. O mais comum de acontecer é que nas fórmulas de complexo B, outros componentes que provocam a estimulação do apetite estejam na composição, como é o caso da buclizina e da ciproheptadina que são anti-histamínicos. Com isso o apetite aumenta, a ingestão de alimentos calóricos também ocasionando o ganho de peso. A ausência das vitaminas B no organismo causam lentidão no metabolismo e com a regularização dessas vitaminas após o início do consumo do complexo B, é comum as pessoas perderem peso. Obviamente o consumo do complexo B deve estar em junção de uma dieta balanceada e de atividades físicas que auxiliarão o trabalhar do metabolismo.

Casais que Querem Engravidar

Aconselha-se o uso do complexo B para casais que buscam a fertilidade. As vitaminas auxiliam o organismo na qualidade dos gametas. Assim o organismo produzirá muito mais espermatozoides e incentivará saudavelmente os óvulos femininos para uma fecundação sem riscos de má formação fetal. Além disso, se usada em conjunto com o ácido fólico reduz em 30% a chance gravidezes com incidência de síndrome de down em mulheres acima de 35 anos.

Efeitos Colaterais do Consumo em Excesso

Os efeitos colaterais do excesso de consumo do complexo B são bem menores do que a sua falta dele, mas ainda sim se deve ter precaução da quantia ideal de vitamina B no corpo. A incidência por excesso de consumo de B9, por exemplo, pode proporcionar em longo prazo alguns tipos de carcinomas. Já o excesso de vitamina B3 causa uma sobrecarga no fígado. O correto é consumir cerca de 250mg para adultos e semanalmente. Essa quantia é suficiente para um organismo livre de riscos da baixa de complexo B.

Complexo B Como Tomar

O consumo de vitaminas do complexo B podem ser feitas através de um cardápio balanceado, regrado e rico em diversos nutrientes. Mas também pode ser consumido através do complexo B em cápsulas.
As cápsulas devem ser ingeridas diariamente até 2 vezes ao dia antes das principais refeições. Pode ser ingerida com a ajuda de suco, águas, chás e demais líquidos de sua preferência.

Quanto Custa o Complexo B

O custo dos complexos B podem variar muito, já que são muitos os fabricantes a produzirem. A diferença de valores pode também ocorrer pela composição diferente de alguns complexos vitamínicos.
Os valores podem variar de R$ 6.80 para os complexos líquidos em xarope até R$ 50.00 em capsulas de fácil ingestão. O melhor complexo vitamínico a ser tomado é aquele que tem em sua composição todas as vitaminas que você necessita e busca para melhorar a sua saúde.