Composição do Complexo B

O complexo B antes apenas chamada de vitamina B, agora se sabe que é um conjunto formado por oito vitaminas distintas. Todas elas da família da vitamina B, mas cada uma tem a função diferenciada para o organismo. O complexo B é composto por:

Vitamina B1: A Tiamina auxilia na metabolização dos carboidratos corporais e também na produção do sangue. Apoia a fabricação de glóbulos vermelhos e brancos, além das plaquetas. Deve ser usada em conjunto com o ferro que também contribui para a produção de glóbulos vermelhos.

Vitamina B2: De nome científico riboflavina, a vitamina B2 é fundamental para a produção de hemácias e para fortalecer o sistema imunológico com a produção de anticorpos.

Vitamina B3: Importante para a elasticidade considerável da pele, a vitamina B3 é importante para uma boa circulação sanguínea do corpo. Além disso, a vitamina B3 faz todo o processo de metabolização dos lipídios e proteínas. Essa vitamina leva o nome científico de riboflavina.

Vitamina B5: Essa vitamina converte os lipídios, carboidratos e gorduras em energia para o corpo trabalhar. Também conhecida como Ácido pantotênico faz um papel importante na produção de corticoides que atuam na cura de inflamações crônicas.

Vitamina B6: O hormônio do crescimento como é conhecida, a vitamina B6 atua nos hormônios para acelerar o crescimento dos adolescentes na puberdade. Também leva o nome de piridoxina.

Vitamina B7: Ex vitamina H, ela leva o nome de biotina. Essa vitamina é a responsável pela fabricação dos ácidos graxos e assim como as outras coopera para o processamento de carboidratos e proteínas.

Vitamina B9: Mais conhecida como ácido fólico, essa vitamina é famosa por ajudar na boa formação dos óvulos e espermatozoides. Após a concepção evita que o embrião tenha algum tipo de má formação por células imperfeitas. A vitamina B9 também colabora para a produção das hemácias do sangue.

Vitamina B12: Também conhecida por cobalamina, a vitamina B12 prolonga a vida saudável das células corporais.

O complexo B também possui a vitamina B11 a qual é essencial para o crescimento neurológico de crianças e bebês no estágio da primeira infância. As vitaminas desse complexo são fundamentais para completar o bem estar e devem ser consumidos em doses ideais por alimentos ou complementos alimentares como capsulas que são vendidas em farmácias. As vitaminas do complexo B protegem o organismo de diversas doenças inclusive fortalece os rins, fígado e coração por aumentar a circulação sanguínea. Além disso, a vitamina B é considerada essencial para evitar ou controlar problemas como depressão, síndrome do pânico e doenças psiquiátricas. A ingestão do complexo B auxilia no tratamento de depressivos crônicos e possibilita a melhora sem aumento da dose de antidepressivos.

Sintomas da Baixa de Complexo B

Para a maioria das pessoas, sintomas como dores de cabeça desânimo e outros podem ser relacionado a problemas do dia a dia, mas também podem ser considerados como baixa de vitaminas pelo médico. Vejamos o que pode causar a baixa de cada componente do complexo B:

B1: Dormência dos órgãos extremos como dedos dos pés, mãos e até os membros, aumento na incidência de câimbras, aumento de doenças virais como gripes, laringites e até meningite.

B2: Aparecimento de rupturas cutâneas e labiais. Mudança de coloração na virilha e algumas partes mais sensíveis como boca e pálpebras.

B3: Baixa de apetite, emagrecimento repentino, excesso de fabricação da saliva, tonturas e desmaios.

B5: Circulação corpórea comprometida além de náuseas, dores abdominais e maior incidência de gases abdominais.

B6: aumento de doenças como estomatite e inflamação bucal (gengiva e língua) e aumento da incidência de câimbras.

B7: Aumenta a propensão a inflamações oculares como conjuntivites e até diabetes.

B9: Aumento da produção hemolítico e também proporciona a aparição de anemias.

B12: Reduz a imunidade deixando o organismo parcialmente desprotegido contra doenças importantes como caxumba, rubéola e até sarampo. A ausência dessa vitamina na alimentação reduz consideravelmente a quantidade de leucócitos no sangue.

Alimentos que Contenham

vitamina B

Carnes são ricas em componentes do complexo B

Nem todas as vitaminas B estão presente simultaneamente em alimentos que contenham vitamina B, porém pode-se fazer a combinação certa para consumir adequadamente um pouco de cada enzima durante a semana. Aconselha-se a fazer um cardápio semanal com alimentos como por exemplo:

B1: Carnes, fígado, levedo de cerveja, queijos, leite, ovos, legumes e verduras.

B2: Alimentos animais como carnes, leites e ovos.

B3: Peixe, carnes em geral, cereais como aveia.

B5: Cevada, abacate, feijão, grão de bico e lentilha.

B6: Carnes brancas e vermelhas além de folhas verdes escuras e frutas vermelhas e cítricas.

B7: Carnes de animais como boi, vaca, carneiro e também frango e peixes. Presente também em gema de ovos e banana.

B9: Couve, brócolis, alface americana, rúcula, carnes magras e leite.

B12: Fígado de boi ou galinha, leite, ovos e queijos.

Manter a alimentação equilibrada contribui para a quantidade adequada de vitaminas do complexo B porém há casos em que é necessária a complementação. As cápsulas são compradas em farmácias e lojas de produtos naturais. As vitaminas devem ser ingeridas antes das principais refeições uma vez ao dia. Pode-se encontrar em uma única cápsula todos os nutrientes B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9,B11 e B12.

Casais que Querem Engravidar

Aconselha-se o uso do complexo B por casais que buscam a fertilidade. As vitaminas auxiliam o organismo na qualidade dos gametas. Assim o organismo produzirá muito mais espermatozoides e incentivará saudavelmente os óvulos femininos para uma fecundação sem riscos de má formação fetal. Além disso, se usada em conjunto com o ácido fólico reduz em 30% a chance gravidezes com incidência de síndrome de down em mulheres acima de 35 anos.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais do excesso de consumo do complexo B são bem menores do que a sua falta dele, mas ainda sim se deve ter precaução da quantia ideal de vitamina B no corpo. A incidência por excesso de consumo de B9, por exemplo, pode proporcionar em longo prazo alguns tipos de carcinomas. Já o excesso de vitamina B3 causa uma sobrecarga no fígado. O correto é consumir cerca de 250mg para adultos e semanalmente. Essa quantia é suficiente para um organismo livre de riscos da baixa de complexo B.