A amamentação é uma dadiva feminina, onde seu próprio corpo produz o alimento adequado e necessário para nutrir e alimentar o bebê sem complementação. Mas muito se fala da importância da amamentação, mas pouco se referem do colostro. E você sabe do que se trata? E qual a importância dele?

O que é o Colostro?

O colostro é considerado o tesouro, “o ouro” da amamentação, pois ele é o primeiro líquido a sair das mamas e que contém os maiores nutrientes, proteínas e tudo que o bebê precisa para se nutrir.

O colostro sai das mamas logo após o parto, tem aparência amarelada, algumas vezes transparente, líquida e é considerada bem gorda e calórica e é produzida na medida certa para amamentar o bebê nos 2 ou 3 primeiros dias de vida. Com a amamentação exclusiva, o colostro dará lugar ao leite materno que virá com força total para alimentar seu bebê em livre demanda.

Demais Importâncias do Colostro

Além da importância nutritiva que o colostro tem a saúde do bebê, ele tem poder anti-inflamatório, antimicrobianos e substâncias que auxiliam na imunidade do recém-nascido. Pontos esses essenciais para garantir a qualidade de vida do bebê, mantendo-o longe de possíveis diarreias e alergias que por sua sensibilidade é tão comum ocorrer.

Bebês que são alimentados através do leite materno e principalmente mamaram o colostro possuem uma imunidade maior do que aqueles que não mamaram, sofrendo menos com infecções até mesmo as consideradas mais comuns, como as virais.

O que Contém no Colostro Materno?

Que o colostro é rico em nutrientes e considerado a parte mais calórica do leite materno agora já temos conhecimento. Mas o que de tão importante possui nesse líquido considerado ouro? O que de tão especial e único possui nesse pouco líquido que o próprio corpo produz? Não será possível encontramos outra alternativa para substitui-lo?

O colostro contém grande quantidade de proteína, vitaminas, minerais, água, carboidratos e leucócitos que são de extrema importância para a nutrição e para reforçar o sistema imunológico do bebê. Sua proporção de gordura é menor do que o leite maduro, mas tem maior concentração de sódio, potássio e cloro, além de imunoglobulinas.

Por isso na medicina é feita uma comparação bem lógica, do colostro ao recebimento da primeira vacina, pelo fato de sua ação ser protetora de diversas infecções. A vitamina A que contém em sua composição tem fator de importância na proteção dos olhos e no combate das infecções.

Além de toda nutrição e proteção fornecida através do colostro, é através da ingestão dele que o funcionamento do intestino é aguçado para que o mecônio seja expelido com maior agilidade, diminuindo dessa forma as chances do surgimento da icterícia.

Anticorpos Maternos

É no colostro que os anticorpos maternos são passados para o bebê protegendo-o dos fatores externos após o nascimento. Passado os três primeiros dias, o leite de transição até que chegue o leite maduro será o alimento do bebê. Nele é encontrado um maior índice de gordura e de açúcar e a mulher sentirá seus seios mais pesados e cheios do que nas demais fases da amamentação.

Por mais fórmulas e complementos que sejam criados nenhum fará o mesmo trabalho do colostro e do leite materno. Nenhum conseguirá atingir os mesmos nutrientes e fornecer o que a própria natureza materna proporciona que são os anticorpos maternos. Por isso os médicos afirmam, recomendam e reforçam a importância da amamentação exclusiva nos primeiros 6 meses de vida.

A amamentação é um verdadeiro ato de amor, de persistência e superação das mães. É um momento de total entrega e nem tudo ocorre como na cena da novela. Nos primeiros dias é comum a mulher sentir dor, os mamilos racharem, o leite empedrar e o desejo de deixar de amamentar até surgir, mas toda ação benéfica do colostro e do leite materno na vida de um bebê compensa o esforço.

Além de claro, o momento de a amamentação ser uma delicia, os olhos nos olhos e aquelas pequenas mãos te tocando enquanto se alimenta deliciosamente. Nos primeiros dias como são comuns as rachaduras, o bico do seio pode vir a sangrar, por isso não se preocupe se o bebê acabar mamando o leite com um pouco de sangue, não fará mal algum.

Converse com seu medico para recomendar uma pomada que auxilie na cicatrização do mamilo ou utilize o próprio leite para cicatrização. O banho de sol também é um remédio natural que ajuda e muito no processo de amamentação, já que deixa a pele do mamilo mais firme e auxilia cicatrizando a área lesionada.

Veja Também: Como Aumentar o Leite Materno – Início da Amamentação

Fotos: Enid W. Circuito Fora do Eixo

_

Caixa de Informações Chave:

  1. A amamentação é uma dadiva feminina, onde seu próprio corpo produz o alimento adequado e necessário para nutrir e alimentar o bebê sem complementação.
  2. O colostro é considerado o tesouro, “o ouro” da amamentação, pois ele é o primeiro líquido a sair das mamas e que contém os maiores nutrientes, proteínas e tudo que o bebê precisa.
  3. Além da importância nutritiva que o colostro tem a saúde do bebê, ele tem poder anti-inflamatório, antimicrobianos e substâncias que auxiliam na imunidade do recém-nascido.
  4. O colostro contém grande quantidade de proteína, vitaminas, minerais, água, carboidratos e leucócitos que são de extrema importância para a nutrição e para reforçar o sistema imunológico.
  5. É no colostro que os anticorpos maternos são passados para o bebê protegendo-o dos fatores externos após o nascimento.