Quando a Paciência da Mãe Acaba – O que Fazer?

Quem diz que mãe é um ser perfeito definitivamente não fala a verdade! Mãe é mulher, ser humano, tem dias bons e dias ruins, tem mal humor e bom humor, dia de alegrias e dias de fúrias. Mesmo que tente ser 100% principalmente com os filhos, infelizmente não é possível afinal paciência de todo mundo uma hora esgota.

Mãe cuida, faz, corre atrás e se desdobra para fazer o possível e impossível para seu rebento. Mas criar filhos é uma tarefa nada fácil e lidar com as birras e malcriações são mais difíceis ainda. Afinal quem tem sangue de barata?

Culpa de Mãe

O grande problema é que as mães acabam se culpando e se punem por perder a paciência com os filhos, sendo que são humanas e estão sujeitas a tudo, inclusive “gritar” quando estoura. Obviamente, “os estouros” podem ser evitados se conhecermos nossos limites e pedirmos ajuda “aos universitários” quando estamos no nosso limite. Mas e quando não temos um companheiro ou um familiar para recorrer?

Mesmo as mulheres mais calmas e serenas possuem seus momentos de stress. Algumas têm maior facilidade em controlar suas explosões já outras nem tanto assim. Por isso resolvemos escrever esse post para dar algumas dicas para as mamães que estão precisando de uma dose extra de paciência com seus filhos, ainda mais para aqueles que estão em fase de “testar” os pais.

Segundo os psicólogos, a paciência é questão de prática e quanto mais você exercita mais você terá. Respirar fundo, contar até dez e até sair um pouco de perto quando sente que seu limite esta chegando são saídas para não fazer o que vai se arrepender em seguida.

Dicas Para Controlar a Paciência

Crianças vivem fases e comparados a um jogo de vídeo game, cada fase fica mais difícil. Quem acha que bebês e suas cólicas e choros incansáveis da madrugada dão trabalho, não chegou à fase deles engatinhando ou andando e descobrindo o mundo.

Sobem em tudo, mexem e tiram tudo do lugar, não obedecem e dão chilique quando são contrariados. Mas essa fase também se torna fichinha comparada à próxima, onde se acham auto suficientes e arriscam até a responder aos pais quando recebem uma ordem. Quando são pré-adolescentes ou já estão na adolescência então nem se fale!

Existe Fase Pior que Outra?

A grande verdade é que não existe uma fase pior do que a outra. A pior fase sempre será aquela que esta passando no momento, e você terá que aprender a lidar com sua paciência e com sua forma de agir perante o comportamento de seu filho. Portanto vamos a algumas dicas que podem ser valiosas e surtir um grande efeito no relacionamento mãe e filho, se seguidas.

  • Lembre-se sempre, você é o espelho do seu filho. Se não quer vê-lo gritando por ai com as pessoas, não grite com ele;
  • Quando sentir que sua paciência esta se esgotando, respire fundo e se necessário se afaste por alguns minutos ate recuperar o folego. O processo de respirar fundo e expirar também ajuda muito no controle do nervoso;
  • Lembre-se, crianças estão em processo de aprendizado e acabam nos testando a todo momento. Esta é a hora de ensina-lo o que não pode fazer!;
  • Antes de estourar, gritar ou esboçar qualquer reação pare e reflita o motivo de estar perdendo a paciência. Muitas vezes a culpa nem é das crianças e acabamos descontando o nervoso de outros problemas;
  • Abaixe-se e converse com ele sempre na mesma altura que ele. Mesmo que pareça que ele não esta compreendendo, faça seu papel de educadora e mãe;

Sabemos que não é fácil lidar com as crianças, ainda mais quando estamos exaustas devido à correria do dia-a-dia e mais N problemas na cabeça. Mas o que ensinamos e somos pros nossos filhos pode parecer insignificante durante o momento, mas é o que ficará para sempre como aprendizado na vida deles. Seja a mãe e o pai que você quer seus filhos sejam no futuro!

Foto: George Hodan