Mulher já é uma criatura ansiosa, quando se trata dos filhos então nem se fala. Antes mesmo de nascer já conseguem imaginar cada passo do desenvolvimento, de como será prazeroso vê-lo descobrir o mundo e cada parte do seu corpo. Cada fase é uma parte deliciosa da maternidade e uma delas é quando o bebê começa a sentar. Portanto não devemos acelerar o desenvolvimento e muito menos exigir que façam o mesmo que outros bebês fazem. Afinal cada um tem seu tempo de descobrimento e de sentir-se seguro para realizar e só quando os músculos das costas e pescoço estiverem fortalecidos o suficiente para suportar o peso do corpo, que se arriscarão em tentar uma nova posição.

Para aqueles que não aguentam de ansiedade e costumam colocar seu bebezinho ainda muito imaturo para começar a sentar, saibam que é extremamente prejudicial à coluna, já que quem se deve sentir seguro, preparado e fortalecido para o próximo passo de desenvolvimento é o bebê e ele mostrará quando já for possível, tentando até conseguir. Não existe o mês exato que indicará que o bebê começa a sentar, mas em torno dos 4 aos 7 meses de vida eles vão ficando mais firmes, já conseguem sustentar a cabeça com o pescoço mais durinho e já arriscam ate rolar para um lado e para o outro. Mas será por volta dos 8 meses que ele conseguirá sentar sem apoio algum, sem balançar e cair por falta de equilíbrio como é tão comum no começo.

Ajuda-lo através de atividades e brincadeiras para fortalecer os músculos também é uma boa, e você pode começar a fazer isso a partir dos 4 meses de vida. Coloca-lo de bruços sobre a cama ou em um cobertor no chão mostrando brinquedos que chamem a sua atenção, fazendo que levante o pescoço para olhar é um ótimo exercício de fortalecimento. Além de poder constatar que sua audição e visão estão se desenvolvendo de forma adequada e respondendo a estímulos.

Caso seu bebê já esteja com 6 meses de vida e ainda não consiga suportar o peso da cabeça com o pescoço, um pediatra deve ser consultado. Mesmo que cada bebê tenha seu tempo de desenvolvimento, nesta fase já devem ter os músculos do pescoço fortalecidos, que será passo essencial para conseguir engatinhar e posteriormente suportar o peso de todo corpo dando os primeiros passos. Lembrando que bebês prematuros costumam a demorar um pouco mais no desenvolvimento, por isso o pediatra ou especialista deve ser consultado para ver o caso.

E Quando o Bebê Começa a Andar?

Cada passo um passo, cada fase de desenvolvimento uma nova descoberta e assim será com os primeiros passos. Como todas as outras fases, não existe época e nem idade adequada, mas sim uma previsão de quando ocorrerá e os pais podem tirar por base o nível de desenvolvimento da coordenação motora que seu bebê se encontra. O bebê começa a andar somente quando estiver preparado, confiante e seguro de que irá conseguir e terá que passar por todas as outras fases de desenvolvimento para que cada músculo do seu corpo seja fortalecido para suportar todo o peso do seu corpo.

Por volta dos 8 meses o bebê costuma se sentir mais independente e já arrisca ficar de pé segurando em alguns móveis. Existem aqueles precoces que sentem tanta firmeza e segurança em suas perninhas que se soltam começando a andar rapidamente nesta fase, mas grande maioria treina e muito para se firmar totalmente. Em torno dos 10 meses grande parte dos bebês já estão mais firmes e até conseguem arriscar os primeiros passos sem se segurar nos móveis. Alguns podem ocorrer só próximos a completar o primeiro ano de vida, mas é absolutamente normal bebês demorarem ate os 18 meses de vida para começar a andar. Portanto se seu bebê ainda não conseguiu e esta sendo acompanhado por um pediatra, não existe o porquê se preocupar, é só esperar pelo tempo dele.

Os pais podem ajuda-lo a obter mais confiança em dar os primeiros passos, para isso dispense o uso do andador. Que ao contrário do que se pensava, ele não ajuda o desenvolvimento do bebê e sim impede que aprenda a andar de forma correta, além de ser apontado por especialistas como prejudicial aos músculos das pernas. Segure em suas mãos e deixe que seus pequenos pezinhos caminhem no inicio, isso estimulará e fortalecerá as pernas.

Outra dica é se posicionar a frente do bebê e abrir os braços o chamando, fazendo que o pequeno se solte e vá à sua direção. O uso de brinquedos para atrai-lo também é muito utilizado neste método. Evite colocar sapatos nesta fase, por mais que sejam bonitinhos e estilosos eles atrapalham o processo de segurança dos passos. Portanto se é possível, deixe o bebê descalço durante as tentativas, isso o ajudará no equilíbrio.

Esse é um momento de muita ansiedade pros pais, mas prepare-se! Pois quando aprendem, ninguém mais os segura! Se já viviam explorando todos os ambientes da casa, agora andando tendem a se sentir mais libertos e a vontade de explorar o mundo. Por isso todo cuidado é pouco!!

Veja também: Primeiros Passos do Bebê

Fotos: Emily , sean dreilinger