Qual pai e mãe não baba no desenvolvimento dos seus filhos? Fica aguardando o próximo passo de descoberta e desenvolvimento é uma delícia. Os pais ficam loucos por novidades e sempre querem apressar o máximo possível, mas todos sabemos que o desenvolvimento do bebê acontece no tempo deles, sempre diferente dos demais.

Desde que nós descobrimos grávida, é fácil imaginarmos nosso bebe falando suas primeiras palavras. Imaginamos como serão os seus primeiros passinhos e até mesmo quem será o sortudo a ser chamado primeiro por ele? Mesmo sendo uma tarefa muito difícil, temos que ter paciência, tudo acontecerá no tempo do bebê.

Logo nos primeiros meses, onde o bebê começa a balbuciar suas primeiras palavras, é necessário e importante o contato com outros bebes e crianças para contribuir com o desenvolvimento da fala.

Por isso, muitos especialistas infantis aconselham que bebês frequentem escolinhas e creches, devido ao contato com outras crianças da mesma faixa etária e do quão bem faz esse contato. Atividades dadas nesses ambientes, mesmo que vistas como brincadeiras, são totalmente estimuladoras para o desenvolvimento dos bebes.

Primeiro Mês do Bebê

Nesse início de vida do nosso filho, é comum as mamães e papais terem essa dúvida: Quando se preocupar com o desenvolvimento do bebê? Será que ele está se desenvolvendo como deveria? De todos os sentidos do bebê, a visão é a menos desenvolvida nesta etapa, por não ter sido exigida durante toda a gestação.

Quando o bebê nasce, o alcance de sua visão é de 20 a 30 centímetros, o que se refere mais ou menos a distância entre o rosto do bebê ao da mãe na hora da amamentação. O bebê não consegue focar em objetos além dessa distância, vendo tudo distorcido ainda.

As imagens são bem embaçadas e duplas, já que as duas retinas ainda não estão unidas, o que faz com que o bebê tenha uma visão míope. Por isso, ele responde muito pouco a estímulos ainda. Ele reconhece os pais pelo cheiro e principalmente pela voz.

Segundo Mês do Bebê

Um dos grandes momentos desse período do segundo mês do bebê é o sorriso. Quando o bebê consegue sorrir indica que o desenvolvimento psíquico e afetivo dele está indo muito bem. É um fenômeno curioso, porque independe do olhar e da receptividade dos pais.

Bebês que não enxergam e nem escutam também proporcionam esse sorriso. Além do sorriso, o bebê de 2 meses já consegue levantar o queixo, mostrando que já começa a ter o controle da musculatura do pescoço.

Nesta fase, o bebê começa a ter o reflexo de virar o rosto de um lado para o outro. Começa também a mostrar reflexos como tentar se virar de bruços ou esticar o corpo para trás quando levantado.

Terceiro Mês do Bebê

A boca é a porta de entrada do bebê para conhecer o mundo. É pela boca que o bebê conhece consistências de objetos, volumes e texturas e até começa a conhecer partes do corpo. Nesta fase, ainda não leva o pé à boca, mas as mãos ficam boa parte do tempo sendo apreciadas, assim como alguns brinquedos que parecem um tanto quanto atrativos.

Os reflexos do bebê nessa fase começam a aumentar cada dia que passa. Já consegue levantar a cabeça, seu tronco e até mesmo se movimentar a procura de pessoas, objetos e sons familiares.

Nesta fase, o sono do bebê começa a mudar, mas ainda é possível que esteja dormindo em torno de 16 horas por dia. Comparado ao sono de um adulto, ainda são muitas horas de sono, mas os bebês realmente precisam para o seu desenvolvimento.

Nos demais meses, cada dia ou semana novas descobertas acontecerão. No quinto mês, o bebê começa a ficar mais firme e sustentar melhor o seu corpo. Seus braços e pernas ficam cada dia mais firmes e ágeis aos movimentos. Está em um processo preparatório para conseguir engatinhar em breve.

No 6º mês o bebê já consegue sentar sozinho e sem apoio. Já tem controle sobre o seu corpo, sua bacia e tórax. O bebê nesta fase já interage com outras crianças e adultos e responde a estímulos quando deseja algo.

Neste período até completar o primeiro ano de vida, o bebê fortalecerá suas musculaturas aprendendo a engatinhar e posteriormente dando seus primeiros passos. Suas primeiras palavras serão ditas e seu desenvolvimento será nítido a cada dia.

Quando Notado Algo Diferente

Vale alertar que o desenvolvimento do bebê não deve ser comparado aos demais. Cada um se desenvolve ao seu tempo e pode apresentar diferentes etapas e descobertas. Durante as visitas mensais ao pediatra, converse sobre suas dúvidas.

Caso perceber algo diferente no desenvolvimento do seu bebê que te preocupe, questione durante a consulta. É sempre melhor esclarecer dúvidas com quem entende, do que viver preocupada e com medo com coisas que podem ser absolutamente normais para a fase.

Se seu bebê não responde a estímulos e mesmo com o passar dos meses, passos simples do desenvolvimento do bebê não estão acontecendo como sorrir, se virar, engatinhar, o pediatra irá acompanhar e indicar ao especialista competente a realizar exames avaliatórios para investigar um possível atraso psicomotor.

Fique tranquila, quando detectado algum atraso, principalmente precocemente é possível oferecer métodos estimulatórios e tratamentos muito competentes para ajudar seu bebê. Quando antes detectar algum problema, mais fácil e eficaz será o tratamento.

Fisioterapia Infantil – Quando é Indicada?

Para os pais entenderem, a fisioterapia infantil é voltada ao tratamento de recém-nascidos, bebês, crianças e pré-adolescentes, visando melhorar e estimular as habilidades de movimento.

Com exercícios, métodos especializados e equipamentos adaptados é possível é estimular movimentos e ajudar definitivamente no desenvolvimento de bebes e crianças a terem uma vida normal.

Normalmente, as doenças tratadas pela fisioterapia infantil, são de grande parte congênitas (bebê já nasce com ela). Mas no geral o atendimento é amplo e abrange diversas causas e indicações para tratamento.

A fisioterapia infantil é apta a tratar de doenças que podem ter origens diversas: musculares, esqueléticas, respiratórias, neurológicas e etc. A interação e apoio da família é superimportante para o tratamento, principalmente a presença do pai e da mãe.

O tratamento com fisioterapia infantil proporcionará um estimulo especializado e adequado para cada atraso e dificuldade da criança. Visando ajuda-la em seu tempo, dentro da sua necessidade e também visando melhores condições de vida.

Veja Também: Doenças Respiratórias em Crianças – Quais São e Como Prevenir?
Foto: Canon EOS 60D