Um exame aparentemente tão simples e realizado tranquilamente e de forma rápida entre bebês, crianças e adultos, pode ser o motivo de preocupações durante a gestação. O raio X na gravidez é uma questão muito discutida e preocupante durante a fase gestacional, ainda mais quando realizado sem o conhecimento da gravidez.

Para Que Serve o Raio X

O raio x é um exame utilizado por diversas especialidades medicas para complementação de tratamentos dentários ou para constatação da saúde de ossos e alguns órgãos internos, também chamados como radiografia. O exame funciona a base de radiação eletromagnética com frequências altas as radiações ultravioletas através de um aparelho chamado tubo de coolidge. Mesmo sendo um exame com ações benéficas, vale alertar que a alta exposição desse raio no organismo humano pode gerar transtornos graves a saúde como morte de células, lesões cancerígenas e ate mesmo a leucemia.

Radiação na Gravidez

No caso de gestantes que são expostas a essa radiação, os problemas podem afetar o desenvolvimento do feto e ser de grande risco anomalias na visão e dificuldade no aprendizado. Obviamente que não é uma única radiografia que irá gerar um problema grave de saúde, mas sim a superexposição desses raios.

Por isso, se você acabou de realizar esse exame e somente depois descobriu que está grávida não se desespere, mas informe seu obstetra para que acompanhe os índices de radiação que você foi exposta e caso necessite ao longo dos nove meses o que pode fazer.

Cuidado Redobrado na Gestação

Durante a gestação o cuidado com a saúde de mãe e filho deve ser redobrado. Exames e procedimentos considerados tão normais e rotineiros durante a vida devem ser questionados ao obstetra para constatação de risco a saúde e desenvolvimento do feto. Por isso se é possível adiar a realização do exame, melhor fazer.

Já para as gravidas que trabalham em um setor com forte radiação, o indicado é que seja conversado com seus superiores para procurar outra alternativa dentro do ambiente para que este risco não seja corrido. Também vale lembrar que existem procedimentos de radiologia que podem serem feitos mediante a proteção de chumbo existentes nos locais de exames. Qualquer pessoa deve usar, inclusive se você suspeita que está grávida.

No caso da gestante que esta em tratamento de câncer e acabou de passar por sessões de radioterapia sem saber que estava esperando um bebê, é recomendado que fosse solicitado ao medico oncologista um relatório informativo da quantidade de radiação o qual o bebê foi exposto. Com base nesse relatório o seu obstetra avaliará a real necessidade de exames complementares, como um exame genético ou exames de ultrassonografia que mostram detalhadamente o desenvolvimento do feto.

Quando Necessário o Exame, o Que Fazer?

Converse com seu médico para ver alternativas. Por exemplo, uma ressonância magnética. Ela substituirá o raio x e é tão eficiente ou mais. Se o médico suspeita de algum problema interno, ele também deve lembrar que existe a possibilidade da tomografia, ela é mais comum e mais barata e comprovadamente não trará malefícios ao bebê.

Esses exames também são analisados pelo médico, para verificar a necessidade, mas são bem menos invasivos do que o raio x.  Se houver suspeita de fraturas o ginecologista irá balancear a necessidade x riscos, mas sempre com devida segurança. Coletes de chumbo é uma opção segura para gestantes, porém sempre com indicação médica.

Aproveitando o espaço, quero contar uma novidade para nossas leitoras. Em parceria com a empresa Famivita, desenvolvemos uma linha de produtos especializados para a saúde e fertilidade. Entre eles temos vitaminas da fertilidade da mulher FamiFerti, vitamina para fertilidade do homem ViriFerti, testes de ovulação e o gel lubrificante amigo da fertilidade FamiGel, que faz o papel do muco, aumentando a mobilidade dos espermatozoides além de aumentar o prazer. Você pode encontrar cada um desses produtos aqui em nossa loja virtual.

Veja também: Exame de Curva Glicêmica – Qual a Importância?

Fotos: Thomas van Ardenne, well lucio