Refluxo em Recém-Nascido – Como Identificar?

Muitas mamães percebem que o seu bebê tem refluxo quando ele regurgita com maior frequência. É super normal refluxo em recém nascido, já que o aparelho digestório nessa fase ainda é muito imaturo, mas as vezes uma mamãe de primeira viagem pode não conseguir identificar imediatamente os sintomas de refluxo em recém nascido e aí o problema pode se agravar se não houver os cuidados necessários.

O que é Refluxo?

Para entendermos o refluxo em recém nascido, precisamos saber que o aparelho digestório tem ácidos responsáveis pela digestão do alimento que vai para o estômago, no caso do recém nascido, esse alimento é apenas líquido e mais fácil de voltar. O leite seja ele materno (preferencialmente) ou leite fórmulas pode voltar ocasionando a famosa “golfada” ou gorfada.

O refluxo gástrico nada mais é do que o conteúdo que está no estômago que volta pelo esôfago e normalmente esse refluxo tem ácido gástrico misturado que faz com que o refluxo machuque a por onde passa pois além do estômago, os demais órgãos não estão preparados para a agressividade do suco gástrico. Exatamente por isso é tão importante verificar o grau de refluxo em recém-nascido, pois a única forma do bebê se comunicar é através de choro e se está sentindo dor, fica ainda mais sensível.

Normalmente os bebês tem crises de refluxo, e isso é normal até certo ponto. O bebê que tem crises diárias e em quase todas as mamadas, por exemplo, pode ter uma forma mais complicada de refluxo em recém-nascidos.

Como é a Aparência do Refluxo?

O líquido que volta é talhado e cheira “azedo” como se fosse um iogurte mais ralo com pedacinhos e há bebês que basta mamar para daqui a 10, 15 minutos regurgitar essa “nata”. O refluxo é normal e muito frequente entre os recém-nascidos, o problema só passa a ter certa relevância quando o problema começa a influenciar no ganho de peso do bebê. Também em alguns casos dificultar a alimentação, afinal de contas, o ácido pode machucar o esôfago e garganta. Sinais claros de refluxo em recém nascidos podem ser:

Sinais do Refluxo

  • Inquietação depois das mamadas
  • Regurgitação frequentes
  • Tosse depois e durante as regurgitações
  • Irritabilidade durante a mamada
  • Menos ganho de peso, ou nenhum ganho de peso
  • Sinais de problemas respiratórios em bebês maiores
  • inquietação no sono

Como Diagnosticar

O diagnóstico normalmente é dado pelo pediatra mesmo em consultório na consulta de rotina, os sintomas podem deixar claro porém alguns exames de imagem podem ser solicitados.  Esses exames são raramente pedidos, pois é um exame que é necessário dar contraste e não se sabe a reação que o bebê pode ter com essa substância, pode ser alérgico.

Como Tratar o Refluxo

O tratamento para o refluxo com medicamentos em recém nascidos é simples, medicação anti refluxo Domperidona e Label de 8 em 8 horas, mas é preciso que o pediatra prescreva a quantidade pertinente para o bebê.

Como Evitar o Refluxo

Macetes podem ajudar a reduzir o refluxo dos bebês e em algumas vezes nem medicação é necessária para eliminar os sintomas. Por exemplo, deixar o bebê mais inclinado depois das mamadas é uma grande ajuda para evitar o refluxo. Hoje existem essas cadeirinhas de brincadeiras para bebês que podem ser aliadas das mamães para deixar o bebê mais levantadinho depois da mamada, reparem que o bebê fica meio que sentadinho.

Outra técnica usada é levantar um pouco o colchão do bebê ou usar travesseiros para bebês anti refluxo. Dar menos quantidade de leite na mamada e mais vezes também pode ajudar, o estômago muito cheio promove o refluxo com mais facilidade. Dormir de lado é uma boa posição para o bebê, assim evita qualquer perigo de engasgue com o refluxo.

Experiência de uma Leitora

A Viviane recentemente teve a noticia no consultório do pediatra após uma consulta de rotina, ela levou Rafick de 1 mês para a consulta e descreveu os sintomas. Atualmente Rafick tem feito o tratamento contra o refluxo. Veja o depoimento da Viviane a seguir. Rafick tossia muito e também chorava. Além de regurgitar com frequência, levei ao pediatra que receitou alguns medicamentos e procedimentos para melhorar o refluxo.

Comecei a usar o Peridal e o Label. Suspendi o Peridal pois não vi nenhum resultado e continuei com o Label que é uma espécie de anti-inflamatório, com ele senti uma leve melhora na irritação.Percebi que pequenas mudanças físicas e posturais ajudariam o meu bebê a sofrer menos com o refluxo.

Passei a Elevar a cabeceira da cama em um ângulo de 30 graus, permanecer após a mamada com o bebê ereto por 40 minutos e diminuir o intervalo das mamadas, ou seja, ele bebendo pouco leite com mais frequência, evita do estômago ficar cheio demais e com isso diminui o refluxo.

Mamãe, preste muita atenção nos sintomas e no porque do choro do bebê, se ele chora muito sem motivo aparente e está perdendo peso ou não está ganhando peso como deveria, é essencial levar ao pediatra de confiança para uma avaliação.

Lembre-se de que regurgitação pode ser normal até 1 ano de idade, mas se o seu bebê “golfa” ou vomita demais é sempre bom fazer uma avaliação com o especialista, porém nem sempre o refluxo está associado a regurgitação, e por isso a mamãe deve ficar de olho nos sinais da mesma forma, mesmo na ausência do vômito. Refluxo é normal e passa, façam o tratamento e os procedimentos corretamente que dá tudo certo no final.

Bjokas e até a próxima!

Veja também: Primeira Alimentação: Papinha de Bebê

Foto: Daniel Peinado

_

Caixa de Informações Chave:

  1. Os pais percebem que o seu bebê tem refluxo quando ele regurgita com maior frequência. É super normal refluxo em recém nascido, já que o aparelho digestório nessa fase ainda é imaturo.
  2. Para entendermos o refluxo em recém nascido, precisamos saber que o aparelho digestório tem ácidos responsáveis pela digestão do alimento que vai para o estômago.
  3. O refluxo gástrico é o conteúdo que está no estômago que volta pelo esôfago e normalmente esse refluxo tem ácido gástrico misturado que faz com que o refluxo machuque.
  4. O líquido que volta é talhado e cheira “azedo” como se fosse um iogurte mais ralo com pedacinhos e há bebês que basta mamar para daqui a 10, 15 minutos regurgitar essa “nata”.
  5. O diagnóstico normalmente é dado pelo pediatra mesmo em consultório na consulta de rotina, os sintomas podem deixar claro porém alguns exames de imagem podem ser solicitados.