Relato de Parto da Elaine do Blog Mãe de Moleque

Sou casada a 11 anos e conheço meu marido há mais de 20 anos. Casei com o meu amigo rsrs.
Moramos juntos por 2 anos e nós casamos em 2003, ele era um solteirão convicto e eu uma solteirona convicta também rsrs, então nunca esteve em nossos planos casar e ter filhos, mas as coisas foram acontecendo e crescendo dentro da gente.bebe

Com 32 anos comecei a surtar, meu reloginho biológico estava correndo e sim atormentei ele até que ele disse vamos então. E pronto começamos nossas tentativas e engravidei com 33 anos. Não tive muitos contratempos o mais sério foi as seis meses, tive um acidente na cozinha e tive queimaduras de terceiro grau e cheguei a queimar os olhos também, um susto grande, mas ficou tudo bem. Acreditem fiquei até o oitavo mês sem saber qual era o sexo do bebê, então o enxoval foi praticamente amarelo, branco, verde e marrom rsrs, só fiquei sabendo pois tive cólicas e fui para o hospital a medica entrou com o medicamento para diminuir as contrações, entrou com um medicamento para formar mais rápido o pulmão dele…todos apreensivos dentro da sala de ultrassom, vovó…papai e o médico disse ele esta muito bem, querem saber o sexo?

Clarooooo em coro gritamos praticamente, olha lá e colocou na tela é um meninão e grande em mãe!

Fiz o pré natal me preparando para o parto natural, mas não consegui com 39 semanas a minha GO marcou o parto, fui na consulta e ela me disse melhor fazermos uma Cesária e marcou para o outro dia. Chorei esperneei, mas ela me explicou os motivos e chegamos a um acordo. Disse a ela que se acontecesse algo conosco a cassaria no inferno rsrsrs mentira, mas deixei claro que as nossas vidas estavam em suas mãos e eu minha família sabia onde ela morava kkkk

Sempre fomos brigões, lutamos muito pelas coisas e não deixamos barato e nem nada passar e isso não seria diferente com o nosso filhote, mas a médica se manteve calma, conversou com o marido e lá fomos nos no outro dia 6 da manhã para o hospital. Acordei mal humorada, afinal não era meu sonho, mas o que me interessava é que ele nascesse bem e não me importava qual seria o tipo de parto. Ele sempre foi e será a minha prioridade, não me achei burra pela decisão ou menas main como dizem por ai algumas ativistas ferrenhas.

Eu respeito as escolhas e quero ser respeitada também pelas minhas!

Meu moleque nasceu lindo, um bitelão e logo mostrou que já era um moleque, nasceu e já foi logo fazendo um xixi na médica. O moleque mais tranquilo da maternidade, todos queriam estar com ele. As enfermeiras entravam no quarto e falavam: Mãe vamos pegar ele como nosso bebê marketing, vamos demostrar com ele como será o banho que as mães devem dar em casa e lá ia ele, acho que de tanto banho que tomou lá hoje com 7 foge do chuveiro rsrs

Desde lá já demostrou que seria tranquilo, não chorou quando nasceu ele espirrou seu APGAR foi 9 no primeiro instante e 10 no instante seguinte e eu e o marido maluco. Meu Deus Doutora, está tudo bem? Ele não vai chorar? Vai espera pra ver e muito e deu risada. Na maternidade foi uma tranquilidade só, mas chorou por 3 meses seguidos uma cólica absurda, o que fazia nos lembrar da cara da GO rsrs. Amamentei ele assim que nasceu e depois de voltar ao quarto.

Ao completar 3 meses, como se fosse mágica o chororó acabou e ai pudemos curtir o moleque mais tranquilo e risonho que poderíamos ter tido. Então foi assim, não foi um parto sonhado, mas foi um menino extremamente amado e desejado. Tive uma cesárea extremamente tranquila, não tive dor, estava andando pra lá e pra cá no mesmo dia, no outro dia já estava com a cinta, minha cicatriz ficou imperceptível e o mais importante meu filho nos braços <3

Bjs

Mãe de moleque

Veja também: Relato de Parto Luciana – Dois Partos Prematuros Duas Vitórias

Fotos: Julieet the french girl