Visão de um pai solteiro que vê nos finais de semana a graça de ser pai de fato! Um grande amigo de adolescência, cara super legal que conta como foi o “impacto” da notícia de que iria se tornar pai e também conta um pouco da sua experiência paternal atualmente com seu lindo e esperto filho Luiz Henrique de 3 anos que é a cópia fiel do pai!

Trocando Fraldas: Você se imaginava pai antes de se tornar um?

Fred: Poxa, na verdade sempre fui alucinado por crianças (tenho três afilhados), mas digamos q não me sentia pronto pra ser pai, não sei talvez medo, despreparo sabe.

Trocando Fraldas: Qual foi a sensação inicial ao saber que seria papai?

Fred: Putz, mesmo sendo em uma situação complicada (separação) me senti muito feliz, e muito, mas muito mais assustado, pq agora era a minha vez rs.

Trocando Fraldas: Você acompanhou todas as consultas de pré natal? e a primeira ultra que acompanhou como foi?

Fred:  Não pude acompanhar até por causa do meu trabalho. Mas via todos os exames.

Trocando Fraldas: Viu o parto? Se sim ou se não como se sentiu?
Fred: Háaa.. claro que vi.. rs não perderia por nada, poxa é algo indescritível eu ali e vendo o meu “eu” nascendo de novo, nossa só chorava e ria. Eu fui a primeira pessoa que ele viu. Hehe

Trocando Fraldas: Qual foi o sentimento do primeiro contato com o bebê?

Fred: Mágico, sensação de dever cumprido, minha sequência já foi dada.

Trocando Fraldas: Conseguiu pegar o bebê sem medo pela primeira vez?

Fred: Então já tinha certa “experiência”, mas quando você pega seu filho rs vai tudo por água abaixo, parecia uma maria mole tremia mais que tudo, mas consegui pegar ele direitinho rs

Trocando Fraldas: Já trocou fraldas alguma vez? E banho você costuma dar no filhote? se sim qual a historia mais engraçada da troca de fraldas ou banho que já passou.

Fred: Opa claro, já troquei sim, banho também haha sou prendado rsrs. Uma vez eu fui trocá-lo e acabei colocando a fralda além de frouxa ao contrario também, resultado, fui fuzilado pela mulherada que estava em casa.

Trocando Fraldas: Um bônus e um ônus da paternidade…

Fred: Bônus …. pra mim foi muito bom ser pai, antes era muito do tipo nem aí pra vida sabe, hoje sou mais prudente em tudo, tudo que faço penso nele primeiro sempre, pois tem alguém que depende de mim, que vai caminhar por onde caminho. Alguém que vai se espelhar em mim rs, as vezes estou no carro e respiro fundo sabe com aquela sensação de que você está fazendo a coisa certa sabe, pra mim foi a melhor coisa na minha vida. O ônus, no meu caso foi ter pouco contato com ele quando pequeno (acionei a justiça para ter o direito de ver meu filho), mas hoje já é bem diferente, ele já convive mais comigo, participo mais da vida dele.

Trocando Fraldas: O que faria diferente e o que nunca mudaria como papai.

Fred: Realmente nada nada diferente, o que eu mudaria….acho que nada também.

Trocando Fraldas: Quer mais filhos?

Fred: Olha Paty não está fácil criar filho hoje em dia, não sei di verdade, eu penso assim melhor dar o melhor pra um do que dar o mais ou menos pra dois, se é que você me entende, mas se vier outro, vai ser bem vindo e sempre daremos o bom pros dois rsrsrsrs.

Trocando Fraldas: Uma dica para papais de primeira viagem…

Fred: Uma dica…… Presença seja sempre presente.

Fred pai orgulhoso do Luiz Henrique de 3 anos e meu grande amigo de longa data.

Valeu Fred!

Veja também: Pai Trocando Fraldas: Como é a Experiência de Ser Pai?

Foto: Acervo Pessoal