A secura vaginal é um problema bem constante entre as mulheres em qualquer faixa etária, mas com maior frequência naquelas que estão próximas da menopausa ou que já passaram por ela.

O que é Secura Vaginal

Caracterizada pela diminuição ou ausência de fluidos naturais vaginais, a secura vaginal acaba gerando desconfortos durante a relação sexual. Isso ocorre pelo fato de estar menos úmida, a vagina não ter a mesma elasticidade, lubrificação e textura de quando está bem umidificada.

Principais Causas da Secura Vaginal

Além da menopausa, o uso de certos medicamentos e substâncias podem também resultar na secura vaginal, além dos desiquilíbrios hormonais causados por diversos outros motivos.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Grávida após 4 anos! Faça como Alyne
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Clique no play e conheça meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Conhecer FamiGel!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!

A secura vaginal pode ocorrer também por fatores como o stress, distúrbios no ovário, infecções na vagina, inicio da gestação, sendo mais preciso no  1º trimestre gestacional devido à baixa irrigação de sangue na pelve, no período de amamentação por desregular os níveis hormonais e até mesmo o consumo excessivo do álcool e do fumo, que causam desidratação do corpo.

A secura vaginal é um problema frequente da menopausa, porém também atinge as mulheres que estão ainda distantes dela.  Milhares de mulheres sofrem com a questão da falta de lubrificação vaginal, inclusive na faixa etária de 19 a 35 anos de idade com vida sexual totalmente ativa e em plena fase produtiva.

Em muitos casos não existe nenhuma razão fisiológica e sim causas psicológicas, devido a traumas, medos ou insegurança gerado por diversos fatores ou vivências da mulher. Nesse caso, o melhor a se fazer é procurar ajuda de um psicologo ou terapeuta para tratar a fundo e voltar a ter uma melhor qualidade de vida sexual.

Outra ocorrência bem comum entre as mulheres e a secura vaginal é a falta de estimulo do parceiro, assim como a falta de harmonia durante o sexo. São situações que também pode afetar a lubrificação, ocasionando a secura vaginal.

Por isso o aconselhável é sempre caprichar nas preliminares, preparar o seu corpo e ter uma relação sexual mais prazerosa. Uma forma de auxiliar nesse momento, aumentando o prazer é utilizar lubrificantes ou gels lubrificantes para aumentar a lubrificação vaginal.

Fatores como o stress, assim como a ansiedade inclusive em preocupar-se em satisfazer mais o parceiro do que a si mesmo pode atrapalhar na lubrificação. Durante a relação sexual é momento de entrega, de prazer mutuo e de estimulação de ambas as partes, então relaxe, se explorem e aproveitem o momento.

A secura vaginal se não tratada pode se tornar um problema na vida conjugal, já que proporciona dor intensa durante as relações sexuais e com isso a mulher vai deixando cada vez mais de sentir vontade.

A falta de libido e de desejo na prática do sexo, além de afetar a harmonia conjugal pode gerar problemas psicológicos como a culpa e baixa de autoestima, de ambos. Cuidar da vida sexual do casal é cuidar que o relacionamento esteja sempre saudável.

Devido a secura, a penetração se torna algo doloroso algumas vezes até traumático e vem acompanhado de ardor e até aparecimento de lesões nas paredes vaginais que em alguns casos ocorre até sangramento.

As dores se estendem até mesmo após o ato sexual, onde as mulheres sentem dor inclusive para urinar.

O problema não deve ser encarado como algo passageiro ou banal e um ginecologista deve ser procurado para avaliação e tratamento. O uso de medicamentos que podem ser responsáveis pela secura vaginal, assim como demais causas orgânicas serão investigados a fim de solucionar a situação, e a lubrificação vaginal se normalizar.

Se for o caso, pode ser receitado o uso de lubrificantes para auxiliar no tratamento, até que a umidade vaginal normalize.

Como Tratar a Secura Vaginal

Somente um ginecologista é capaz de apontar a verdadeira causa da secura vaginal. Analisando todos os medicamentos utilizados, assim como os níveis hormonais da mulher e exames que irão complementar descartando possíveis infecções.

Somente após descartar todas as hipóteses, o tratamento adequado será indicado.  No caso de mulheres que sofrem com a secura vaginal devido à proximidade da menopausa ou por estarem passando por ela, devido ao descontrole hormonal, o tratamento indicado será o de reposição hormonal.

Quando ocasionado pelo uso de certos medicamentos, a suspensão do mesmo assim como a troca de componentes pode ser a solução. O uso de lubrificantes também é uma alternativa, inclusive até descobrir a verdadeira causa da falta de lubrificação.

Os mais indicados são os produzidos a base de água ou silicone que não causam irritação das mucosas. Algumas marcas inclusive auxiliam na reidratação da vagina, estimulando a lubrificação natural e podem ser utilizados como forma de tratamento.

São indicados não somente para o momento do sexo, mas como possuem ação prolongada de umidificação vaginal pode ter uso constante. Alguns tipos de lubrificantes possuem espermicidas impossibilitando que ocorra a concepção.

Para as tentantes, dê preferencia a lubrificantes como o FamiGel que além de hidratar as paredes vaginais estabiliza o PH da vagina e aumenta as possibilidades de engravidar.

Veja Também: Desconfortos na Relação Sexual – Como Contornar

Fotos: Rafal18