A vida humana é uma verdadeira caixa de surpresas, mesmo que tudo pareça que está 100%, se vasculhado pode ser encontrado algum problema. Uma dessas “surpresas” da vida, que pode ser descoberta por acaso, é a síndrome de gilbert.

O que é Síndrome de Gilbert?

A Síndrome de Gilbert é uma condição hereditária também conhecida como disfunção hepática constitucional, que em grande maioria das vezes é descoberta acidentalmente, como por exemplo ao fazer um simples exame de sangue de rotina onde os níveis de bilirrubina se mostram totalmente elevados.

A síndrome afeta ambos os sexos, porém estudos realizados apontam que grande maioria está relacionada ao sexo masculino. A síndrome de Gilbert costuma aparecer no final da adolescência ou até por volta dos 20 anos de idade e costumam ocorrer com históricos familiares ou sendo mais preciso, por problemas hereditários.

Mesmos sendo uma fase mais comum em ocorrer, a síndrome de gilbert pode ocorrer em qualquer faixa etária e em qualquer fase da vida humana. Por muitas vezes, pode-se viver por muitos anos sem desconfiar que é portador da síndrome.

A principal característica da doença é a icterícia, que deixa as pessoas com pele e olhos bem amarelados. Não é uma doença grave e não oferece riscos de vida, por isso não é necessário desespero. A síndrome de Gilbert não é transmissível, portanto não oferece riscos a pessoas próximas.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Sintomas da Síndrome de Gilbert

A síndrome de gilbert é considerada silenciosa e não costuma apresentar sintomas exceto o amarelado da pele e olhos causados pela icterícia. Porém, foram observados em pacientes com a síndrome sintomas recorrentes como:

  • Fadiga
  • Dor de cabeça intensa
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Constipação Intestinal

Ainda não se pode afirmar se os sintomas têm ligação aos níveis de bilirrubina, mas são sintomas passageiros que podem ser facilmente controlados com alguns cuidados.

No caso de mulheres portadoras da síndrome, foram observados que os níveis de bilirrubina podem ir aumentando devido a menstruações intensas, o que agrava o quadro de icterícia, deixando a pele cada vez mais amarelada.

Tratamento Para a Síndrome de Gilbert

A síndrome de gilbert é uma condição bem inofensiva e por isso não existe nenhum tratamento especifico ou que ofereça a cura. Porém, alguns medicamentos que são metabolizados pelo fígado devem ser evitados por pacientes portadores da síndrome, reduzindo o agravamento do órgão.

Outra recomendação importante para pacientes da síndrome de gilbert é que não consumam bebidas alcoólicas, pois podem oferecer riscos irreversíveis ao fígado além de ocorrências de doenças mais graves.

Causas da Síndrome de Gilbert

A síndrome de gilbert pode ser causada por diversos fatores, entre eles: períodos menstruais intensos, stress bem elevado, jejum, quadros de desidratação e até excesso de exercícios sem acompanhamento de um especialista.

Porém, tem como principal causa a hereditariedade causada por um gene considerado anormal. Esse gene é o responsável pelo controle da enzima que quebra e controla a bilirrubina no fígado. Com sua função irregular, a bilirrubina se acumula no sangue causando o amarelão na pele e olhos e se apresentando de forma totalmente irregular através de hemogramas completos.

Pessoas portadoras da síndrome de Gilbert têm em torno de 30% das enzimas de bilirrubinaUGT funcionando em seu corpo, como essa substância é tóxica e se acumula no corpo, causa a elevação no nível de bilirrubina.

Veja Também: Febre Amarela: Principais Sintomas e Tratamentos
Foto: Jaundice_eye