Em um belo dia você descobre que esta grávida! Algumas levam um verdadeiro susto e passa milhões de pensamentos em sua cabeça, já outras sentem uma alegria tão grande invadir sua alma que não conseguem pensar em mais nada, a não ser comemorar!!

Porém ao passar dos dias a euforia e o nervosismo vai acalmando e a ficha caindo e aí o medo de acontecer um aborto vem. Afinal quase todas sabem que é considerado normal um aborto espontâneo nos primeiros meses e a qualquer sinal ficamos preocupadas. Mas sinceramente quais são os sintomas de aborto espontâneo? Quando me preocupar?

O aborto espontâneo é considerado um fato comum de ocorrer em gestações até a 20º semana. São diversos os motivos responsáveis pelo fato, como por exemplo, a má formação do feto onde o próprio corpo o expele.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Causas do Aborto Espontâneo

Muitos são os casos que a mulher sofre um aborto espontâneo mesmo antes de saber que esta grávida ou simplesmente nem sabe que aconteceu. Em 80% dos casos de aborto espontâneo a interrupção gestacional ocorre antes das 13 primeiras semanas diminuindo os riscos ao passar de cada semana.

Mesmo sendo apontado com um fator comum de ocorrer, não é algo simples de se encarar e vivenciar, já que o desapontamento, a tristeza e o sentimento de perda são inevitáveis. Na maioria das vezes não é possível especificar o motivo e a causa do aborto, pois  são diversas as razões de ocorrer nas primeiras semanas.

Uma gravidez molar ou uma gestação anembrionada onde o embrião nem inicia seu desenvolvimento, assim como infecções uterinas ou alguma alteração na placenta são motivos para ocorrer o aborto espontâneo.  Outro motivo bem comum de ocorrer é a insuficiência cervical, onde o colo do útero não consegue suportar o desenvolvimento do feto e não se mantem fechado até o final.

Principais Sintomas de Aborto Espontâneo

O sintoma de aborto espontâneo talvez mais evidente seja uma forte cólica acompanhado de sangramento, porém nem sempre ocorre o sangramento anunciando o ocorrido e em alguns casos quando ocorre e a mulher não tem ciência da gravidez ainda, acredita que seja a menstruação que estava atrasada. Outros sintomas bem comuns são:

  • Corrimento vaginal com forte odor
  • Sangramento vaginal com coágulos
  • Dor intensa na cabeça
  • Cólica forte

Na presença desses sintomas, um hospital ou seu medico deve ser procurado imediatamente para realização de um ultrassom onde avaliará os batimentos cardíacos fetais e as condições de saúde da mãe.

Outros sintomas que podem ser notados é a ausência de enjoos matinais e da sensibilidade dos seios, caso desapareçam ou diminuam repentinamente algo pode estar acontecendo. Em caso de sangramento não se desespere e procure um hospital.

Sangramentos também são comuns nos primeiros meses e não significam que já aconteceu o aborto espontâneo, mas é indicado que seja analisada a causa para se tranquilizar e iniciar as precauções para que seja sanado o problema ou estabilizado. Muitas mulheres mesmo sofrendo com sangramentos no primeiro trimestre dão sequência a sua gestação normalmente.

Como Confirmar o Aborto Espontâneo

O primeiro exame a ser realizado será um exame pélvico para analise do colo do útero e se esta ocorrendo dilatação. O segundo será o ultrassom onde será verificado o batimento cardíaco do bebê assim como a presença ou ausência de movimentos e será avaliado o desenvolvimento do mesmo.

O terceiro exame indicado é o de exame de sangue que verificará a quantidade do hormônio HCG no sangue, a queda dos níveis indicará o possível aborto ou se já foi expelido completamente os resíduos placentários.

O ultimo exame realizado e se achar necessário ou for solicitado é o de teste de tecidos que pode ser realizado em caso de aborto espontâneo. O tecido expelido é coletado e encaminhado para analise em laboratório que analisará as causas do ocorrido, descartando assim problemas que dificultem futura gestação.

Veja também: Aborto Espontâneo – Causas e Minha Experiência 

Fotos:  Anna Magal

_

Caixa de Informações Chave:

  1. Quase todas sabem que é considerado normal um aborto espontâneo nos primeiros meses e a qualquer sinal ficamos preocupadas.
  2. Não é algo simples de se encarar e vivenciar, já que o desapontamento, a tristeza e o sentimento de perda são inevitáveis.
  3. Outro motivo bem comum de ocorrer é a insuficiência cervical, onde o colo do útero não consegue suportar o desenvolvimento do feto e não se mantem fechado.
  4. O sintoma de aborto espontâneo talvez mais evidente seja uma forte cólica acompanhado de sangramento.
  5. Sangramentos também são comuns nos primeiros meses e não significam que já aconteceu o aborto espontâneo, mas é indicado que seja analisada a causa para se tranquilizar.