Temperatura Basal – Como Medir e Gravar

Quando me falaram do tal método de medir a temperatura ao acordar pela manhã eu achei loucura! A maioria dos médicos ginecologistas nem citam essa possibilidade de conhecimento do nosso corpo. Mas é sim muito eficiente, desde que seja feito de modo correto. Mas efetivamente do que se trata?

O que é a Medição de Temperatura Basal

Esse método pouco conhecido ainda no Brasil, consiste em aferir a temperatura através da boca ou da vagina com um termômetro ao acordar, sem sair da cama, se mexer o mínimo possível e sempre no mesmo horário preferencialmente.

Como Medir a Temperatura Basal

Aconselha-se a medir a temperatura pela vagina, já que seria um lugar que há mais segurança de dar um resultado mais preciso, já que algumas vezes podemos dormir de boca aberta e alterar o resultado. Mas pra que tudo isso você deve estar se perguntando? Calma que já vou explicar:

Nosso corpo possui várias fases hormonais durante um ciclo menstrual, na primeira fase quando a menstruação vai embora, quem assume o controle da situação é o estrógeno, cuja sua função é fazer com que o óvulo comece o processo de amadurecimento digamos assim.

Já na segunda fase, a progesterona que é responsável pela manutenção do endométrio para que ele fique apto a receber o zigoto (óvulo fecundado) tenha condições para que se fixe no útero. Então, o estrogênio faz com que nossa temperatura fique mais baixa, e quando a ovulação se aproxima a tendência é que ela caia ainda mais.

Já a progesterona faz com que a temperatura seja mais alta, e assim quem monitora diariamente percebe claramente o período de ovulação e até mesmo no meu caso a gravidez! Esse é o meu próprio gráfico basal de antes de engravidar e abaixo.

Modelo de Gráfico Basal

Podem notar que nesse gráfico a temperatura antes da ovulação se mantém de baixa pra média, e quando o gráfico marca a linha pontilhada ela começa a subir visivelmente, e aí já sabemos que a ovulação já aconteceu, pois a progesterona acabou de subir para manutenção do endométrio.

Normalmente o pico para baixo que o gráfico mostra é onde o estrógeno tem seu ápice, e daí podemos supor que o óvulo será liberado em breve, entre 12 a 48 horas. Esse é o gráfico onde claramente mostra o dia da ovulação e após o período em que costumeiramente minha menstruação viria pude fazer o teste e assim constatar a gravidez de fato.

Sites Para Cálculo de Temperatura Basal

Exitem alguns sites que fazem esse cálculo automático, o que temos a fazer é medir corretamente pela manhã com no mínimo 5 horas de sono ininterruptos. Eis dois deles que eu mesma costumava usar e aprovo!

  • http://www.fertilityfriend.com/home
  • http://www.mamanandco.com.pt/ovulacao/grafico-temperatura-basal.php

Com o tempo dá pra aprender o padrão que seu corpo mostra, no meu caso minha temperatura antes da ovulação nunca passava de 35,4 e depois da ovulação subia pouco, chegava a 35,9 36,2 no máximo. Agora quando a gravidez aconteceu esse padrão subiu para 36,6 acusando um aumento significativo de progesterona e sugerindo gravidez. E lembre-se, nesse método é necessário que tenha disciplina e ter paciência nos primeiros ciclos porque o aprendizado vem com o tempo! Boa sorte!

Dúvidas das Leitoras:

Como saber se estou grávida pela temperatura basal?

Nenhum método para descobrir gravidez é tão confiável como um teste de gravidez, mas através da temperatura é possível notar “algo diferente”. Se mesmo depois de 18 dias após a ovulação a temperatura basal continuar alta pode ser indicativo de gravidez.

Qual a temperatura basal na ovulação?

A temperatura é algo muito pessoal e pode variar de mulher para mulher, por isso não existe um padrão. Normalmente durante a ovulação a temperatura tende a cair de 0,5 a 2 graus, aumentando quando acaba a ovulação.

Veja também: Quando Acontece o Período de Ovulação?

_

Caixa de Informações Chave:

  1. A maioria dos médicos ginecologistas nem citam essa possibilidade de conhecimento do nosso corpo. Mas é sim muito eficiente, desde que seja feito de modo correto.
  2. Esse método consiste em aferir a temperatura através da boca ou da vagina com um termômetro ao acordar, sem sair da cama, se mexer o mínimo possível.
  3. Aconselha-se a medir a temperatura pela vagina, já que seria um lugar que há mais segurança de dar um resultado mais preciso, já que algumas vezes podemos dormir de boca aberta.
  4. Exitem alguns sites que fazem esse cálculo automático, o que temos a fazer é medir corretamente pela manhã com no mínimo 5 horas de sono ininterruptos.
  5. Lembre-se, nesse método é necessário que tenha disciplina e ter paciência nos primeiros ciclos porque o aprendizado vem com o tempo!