Quando me falaram do tal método de medir a temperatura ao acordar pela manhã, eu achei loucura! A maioria dos médicos ginecologistas nem citam essa possibilidade de conhecimento do nosso corpo. Mas, é muito eficiente, desde que seja feito de modo correto. Do que efetivamente isso se trata?

O que é a Medição de Temperatura Basal

Esse método ainda pouco conhecido consiste em aferir a temperatura através da boca ou da vagina com um termômetro ao acordar, sem sair da cama, sem mexer o mínimo possível e sempre no mesmo horário, preferencialmente. A temperatura basal indicará o seu período de ovulação e é bastante indicado que a mulher combine duas formas de verificar quando isso ocorre. Por isso, recomendamos o uso de testes de ovulação mesmo antes da queda da temperatura basal. Você pode adquirir o seu teste de ovulação da marca Famivita aqui em nossa loja virtual.

Como Medir a Temperatura Basal

Aconselha-se a medir a temperatura pela vagina, já que seria um lugar em que há mais segurança de prover um resultado mais preciso, visto que algumas vezes podemos dormir de boca aberta e alterar o resultado. “Mas pra que tudo isso?”, você deve estar se perguntando. Calma que já vou explicar:

Nosso corpo possui várias fases hormonais durante um ciclo menstrual. Na primeira fase, quando a menstruação vai embora, quem assume o controle da situação é o estrogênio, cuja sua função é fazer com que o óvulo comece o processo de amadurecimento, digamos assim.

Já na segunda fase, a progesterona é responsável pela manutenção do endométrio para que ele fique apto a receber o zigoto (óvulo fecundado) e que tenha condições de se fixar no útero. Então, o estrogênio faz com que nossa temperatura fique mais baixa e, quando a ovulação se aproxima, a tendência é que ela caia ainda mais.

Já a progesterona faz com que a temperatura seja mais alta e, assim, quem monitora diariamente percebe claramente o período de ovulação e, até mesmo, no meu caso, a gravidez! Esse é o meu próprio gráfico basal de antes de engravidar.

Modelo de Gráfico Basal

Podem notar que, nesse gráfico, a temperatura antes da ovulação se mantém de baixa pra média, e quando o gráfico marca a linha pontilhada ela começa a subir visivelmente, e aí já sabemos que a ovulação já aconteceu, pois a progesterona acabou de subir para manutenção do endométrio.

Normalmente o pico para baixo que o gráfico mostra é onde o estrogênio tem seu ápice, e daí podemos supor que o óvulo será liberado em breve, entre 12 a 48 horas. Esse é o gráfico onde claramente mostra o dia da ovulação e, após o período em que costumeiramente minha menstruação viria, pude fazer o teste e assim constatar a gravidez de fato.

Sites Para Cálculo de Temperatura Basal

Exitem alguns sites que fazem esse cálculo automático. O que temos a fazer é medir corretamente pela manhã com, no mínimo, 5 horas de sono ininterruptos. Eis dois deles que eu mesma costumava usar e aprovo.

  • http://www.fertilityfriend.com/home
  • http://www.mamanandco.com.pt/ovulacao/grafico-temperatura-basal.php

Se você deseja fazer um acompanhamento mais detalhado do seu ciclo e da sua ovulação, uma ótima forma de dar uma forcinha a mais é utilizar, também, um APP de celular de acompanhamento do ciclo, como o APP Paula. Nele, você também registra informações acerca de sua temperatura basal.

Com o tempo dá pra aprender o padrão que seu corpo mostra. No meu caso, minha temperatura antes da ovulação nunca passava de 35,4 e, depois da ovulação, subia pouco: chegava a 35,9 36,2, no máximo. Agora, quando a gravidez aconteceu, esse padrão subiu para 36,6 acusando um aumento significativo de progesterona e sugerindo gravidez.

O pico de LH será combinado com a queda do gráfico e, então, poderá otimizar da gravidez acontecer. E lembre-se: nesse método é necessário que se tenha disciplina e paciência nos primeiros ciclos porque o aprendizado vem com o tempo. Boa sorte!

Dúvidas das Leitoras:

Como saber se estou grávida pela temperatura basal?

Nenhum método para descobrir gravidez é tão confiável como um teste de gravidez, mas através da temperatura é possível notar “algo diferente”. Se mesmo depois de 18 dias após a ovulação a temperatura basal continuar alta, pode ser indicativo de gravidez.

Qual a temperatura basal na ovulação?

A temperatura é algo muito pessoal e pode variar de mulher para mulher; por isso, não existe um padrão. Normalmente, durante a ovulação, a temperatura tende a cair de 0,5 a 2 graus, aumentando quando acaba a ovulação.

Veja também: Quando Acontece o Período de Ovulação?