Ter um filho não é apenas um objetivo, mas um sonho para muitas mulheres. E ao mesmo tempo que esse caminho se mostra fácil e tranquilo para algumas, ele pode ser uma estrada turbulenta para outras. Uma mulher que é tentante com HIV, por exemplo, pode acabar se esbarrando em diversos problemas e, principalmente, em dúvidas.

Mas quais são os verdadeiros perigos em ser uma tentante com HIV? O que se pode ou não se pode fazer? Como lidar com essa situação? É sobre essas questões que o texto de hoje falará.

É Possível Engravidar com HIV?

O vírus HIV, causador da aids, não impede que uma mulher possa engravidar. Porém, é necessário lembrar que essa é uma doença sexualmente transmissível, ou seja, é passada através de relações sexuais e por isso uma tentante com HIV não deve ter relações sem proteção com seu parceiro.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

O mais recomendado é que você encontre métodos alternativos como a inseminação artificial ou uma fertilização in vitro para que não ocorra nenhum tipo de transmissão do vírus da mulher para o parceiro.

O Bebê Vai Nascer com o Vírus HIV?

Se a mulher fizer o pré-natal da forma correta e tomar todos os medicamentos para controlar o vírus HIV, as chances de o bebê adquiri-lo são bastante baixas. Porém, mesmo fazendo tudo da maneira correta, esse ainda é o caso de uma gravidez de risco e tem que ser acompanhada de perto por um médico especialista. É a melhor forma de prevenir que qualquer problema ocorra.

Já durante o parto, também é necessário tomar cuidado para evitar ao máximo que o bebê tenha contato direto com o sangue ou qualquer secreção da mãe. É recomendado que o bebê nasça através de uma cesariana para que as contrações não bombeiem sangue demais no cordão umbilical, já que isso aumenta o risco do vírus ser transmitido. Se tudo for feito com profissionalismo e da maneira correta, é bem possível que o bebê nasça completamente saudável.

Mulheres com HIV Podem Amamentar?

Quando uma mulher possui o vírus HIV, existe até 22% de chances de o bebê se contaminar através da amamentação. Por isso, uma mãe com HIV não deve amamentar seu bebê de maneira nenhuma. Ainda durante a gestação, formas alternativas de amamentação devem ser discutidas com o médico para que não haja nenhum problema após o nascimento da criança.

Formas de se Prevenir da HIV

A principal e mais eficiente forma de se prevenir contra o vírus HIV é se protegendo durante as relações sexuais. A camisinha, seja a masculina ou a feminina, é o único contraceptivo que previne doenças sexualmente transmissíveis, já que todos os outros apenas ajudam a evitar a gravidez.

Essa é a forma mais comum de o vírus ser passado e, portanto, a mais perigosa. Podemos falar também sobre a importância de sempre seringas descartáveis e exclusivas para você na hora de tomar um medicamento ou algo do tipo, o que significa que você deve apenas os aplicar em hospitais e locais confiáveis.

Convivendo com o HIV

Se uma tentante com HIV agir com responsabilidade e ter um parto tranquilo, seu filho poderá ser totalmente saudável e levar uma vida normal. Porém, é necessário lembrar que a mulher ainda será portadora do vírus e terá que aprender a ser uma mãe enquanto convive com ele.

Com o avanço da medicina nas últimas décadas, ficou muito mais fácil conviver com a aids, mas mesmo assim a vida da pessoa que possui a doença não vai ser totalmente normal, até porque uma rotina diferente é exigida.

Aprender a conviver com o vírus e ser mãe ao mesmo tempo exige uma boa conversa com profissionais da saúde, responsabilidade e muito esforço por parte da mulher para que tudo saia como planejado. Não é algo fácil, mas é possível de ser feito.

Como Lidar com o Preconceito?

Uma das principais barreiras de quando uma mulher tenta ter um filho mesmo possuindo o vírus HIV é, sem dúvidas, o preconceito que aparece inevitavelmente. É necessário aprender a lidar com esse tipo de situação, uma vez que é uma realidade, apesar de ser difícil para muitas.

Nesses momentos, a ajuda de pessoas próximas como amigos e família pode ser essencial, pois a mulher muitas vezes pode se sentir julgada e até culpada por querer ser mãe e possuir o vírus.
É verdade que o preconceito já foi pior, mas mesmo hoje em dia ainda existem profissionais que desaconselham que a mulher faça isso, pois acreditam que a situação apenas trará riscos para o bebê.

É necessário ser forte e saber lidar com as críticas e julgamentos ao mesmo tempo em que você precisa agir com toda responsabilidade para que tenha uma gravidez tranquila e um bebê saudável.
O vírus HIV é um dos mais letais e perigosos que a humanidade já conheceu, mas felizmente o seu combate tem se intensificado cada vez mais. Mesmo assim, ainda existem muitas tentantes com HIV e o fato de essas mulheres possuírem o vírus não significa que elas não tenham o direito de ter filhos.

Existem, porém, diversos outros tipos de cuidados que precisam ser necessariamente tomados para que esse problema não se transforme em algo muito pior, como o vírus sendo passado para o filho, por exemplo.

Se tudo for feito com responsabilidade e profissionalismo, é possível ser uma mãe com HIV e criar o seu filho de maneira saudável. É uma grande missão, mas que é possível de ser cumprida.

Veja Também: HIV na Gestação – Como Descobrir e Quais Riscos?
Foto: marcelodorileo