Terapeuta Ocupacional – O Que Faz e Quanto Ganha

A terapeuta ocupacional é uma profissional formada em curso superior com duração média de 4 anos e atua no estudo e tratamento de distúrbios mentais, físicos, além de desajustes emocionais e sociais, através de diversos tipos de atividades.

Funções

O trabalho de uma terapeuta ocupacional exige muita paciência, planejamento e disposição para ajudar o próximo. Através de atividades planejadas e ajuda de diversos tipos de tecnologia, as profissionais da área buscam a reintegração de seus pacientes à vida na sociedade, tratando de distúrbios, fobias e disfunções. O desenvolvimento da autoconfiança do indivíduo é um dos maiores desafios de uma terapeuta ocupacional.

Mulheres no Mercado da Terapia Ocupacional

Assim como em outras profissões da área da saúde, a terapeuta ocupacional foi uma das grandes válvulas de escape para firmar o papel social das mulheres no mercado de trabalho em uma época onde as oportunidades eram muito menores do que hoje em dia.

Neste caso em específico, o grande motivo pelo qual as mulheres conseguiram o protagonismo é que, nos primórdios da profissão, muitas das funções atribuídas às terapeutas ocupacionais eram funções consideradas femininas, pois muitas atividades similares eram feitas no ambiente familiar.Independente disso, a verdade é que até hoje em dia omercado de trabalho é um espaço muito bom para as mulheres, sendo elas a grande maioria entre os profissionais da área.

Qual o Perfil de uma Terapeuta Ocupacional?

Uma terapeuta ocupacional precisa, antes de tudo, entender que o seu trabalho exigirá muita paciência e o convívio com diversas pessoas com personalidades distintas. Cada paciente terá o seu problema e o seu tempo de reabilitação, por isso as duas principais características que as mulheres que desejam trabalhar na área precisam ter são a paciência e o gosto pelo que está fazendo.

Características da Profissional

Organização também é um quesito fundamental para quem deseja trabalhar com a terapia ocupacional, já que boa parte do trabalho exige o planejamento de atividades para os diversos tipos de pacientes que a profissional irá tratar.  Além disso, o gosto por psicologia, biologia e diversas disciplinas dasaúde também ajudarão a profissional da terapia ocupacional a desenvolver um trabalho mais eficaz.

O Que Faz uma Terapeuta Ocupacional?

Diversos lugares precisam dos trabalhos de terapeutas ocupacionais por diversas razões, seja para melhorar o desenvolvimento social de seus pacientes ou para tratamentos específicos, esses lugares contam com as terapeutas ocupacionais para que o trabalho seja realizado com maior eficiência.  Alguns dos principais locais de trabalho são:

Áreas de Trabalho

  • Clínicas de Reabilitação
  • Casas de Repouso
  • Unidades Básicas de Saúde
  • Centros de Convivência
  • Clínicas Particulares
  • Organizações de Assistência Social
  • Empresas

Os trabalhos realizados em cada um desses lugares são diferentes e têm objetivos distintos. Já que a terapeuta ocupacional pode realizar seu trabalho de tantas formas e com tantas ramificações que é importante conhecer, pelo menos um pouco, sobre cada uma dessas formas de atuação.

Terapia Ocupacional na Educação

Um dos principais trabalhos que uma terapeuta ocupacional pode realizar se dá na área da educação. O trabalho desse tipo de profissional é feito em conjunto com professores, pais e alunos dentro do ambiente escolar.

Com os alunos, o trabalho dessas profissionais pode ser feito para ajudar a na adaptação daqueles que apresentam problemas físicos ou motores e por isso apresentam dificuldades para acompanhar o resto da turma.

A terapeuta ocupacional que atua na educação também lida com alunos que apresentam problemas e dificuldades de aprendizado, desenvolvendo exercícios e atividades que os auxiliem em sem desenvolvimento escolar.

Ao contrário do que muitos pensam, boa parte do trabalho que uma terapeuta ocupacional realiza em escolas não é feito com crianças com dificuldades de aprendizado, mas com grupos de profissionais que atuam no ambiente escolar, os auxiliando na melhor maneira de lidar com as diferenças das crianças.

Ainda focam em formas de colaborarem com o desenvolvimento de diversas atividades pedagógicas que normalmente envolvem inclusão das crianças com dificuldades de se integrar a grupos.

Gerontologia

O mercado de trabalho para terapeutas ocupacionais que atuam na área da gerontologia tem uma grande demanda. Isso porque a inclusão de idosos na sociedade tem sido um assunto cada vez mais presente em debates sociais.

A terapeuta ocupacional que trabalha com gerontologia atua com idosos, os capacitando para fazer o melhor uso das atividades que são capazes. A função desse tipo de profissional nesse contexto não é apenas física ou psicológica, mas as duas ao mesmo tempo, já que, além de proporcionar o bem-estar de seus pacientes através de atividades, também os dá motivação e autonomia, ponto importante na vida de um idoso.

Além disso, também é função da terapeuta ocupacional participar de campanhas de prevenção de doenças e de prevenção da saúde dos idosos, os alertando sobre as melhores formas para viverem bem essa parte tão frágil da vida.

Terapia Ocupacional e Psiquiatria

Uma vez que sabemos que a terapia ocupacional pode ser um complemento de diversos tratamentos psicológicos, não é difícil imaginarmos que outra área muito buscada por profissionais da área é justamente a da psiquiatria. Hospitais, consultórios particulares e clínicas de internação são os ambientes mais comuns de trabalho para quem deseja seguir nessa área.

O trabalho de uma terapeuta ocupacional com pacientes de psiquiatria tem um papel muito forte em seu tratamento. Quando uma pessoa adoece, muitas vezes perde o equilíbrio mental, se sentindo insegura, incapaz, o que pode acabar gerando complicações maiores no futuro.

O grande objetivo de uma terapeuta ocupacional nesse caso, é fazer com que o paciente consiga expressar seus sentimentos e compreender a realidade que o cerca. Isso é feito para que, aos poucos, o paciente possa se aliviar e conseguir voltar a viver a vida de maneira equilibrada, ou pelo menos mais equilibrada do que em seu estado enfermo.

Reintegração Social

A reintegração social é uma das principais funções de uma terapeuta ocupacional, além de ser considerado um dos trabalhos mais desafiadores e, ao mesmo tempo, mais satisfatórios para uma profissional da área.

Os locais de trabalho podem ser diferentes: Centros de reabilitação para menores infratores, centros de reintegração para viciados em drogas, centros para crianças carentes e até mesmo presídios. Apesar das diferenças, todos esses lugares têm o objetivo de reintegrar os pacientes à vida comum na sociedade.

Como cada um desses lugares de trabalho é ocupado por diferentes tipos de pessoas, é claro que as atividades para cada um são feitas de formas diferentes, além de contarem com parcerias com outros profissionais.

Uma terapeuta ocupacional que trabalha em centros de reabilitação para menores infratores vai contar com o auxílio de psicólogos para atingir seus objetivos, já a que trabalha em centros para crianças carentes também vai contar com a ajuda de assistentes sociais.

Com diferentes ambientes e atividades para serem desenvolvidas, a terapia ocupacional na reintegração social é um tipo de trabalho que costuma exigir muito de suas profissionais, mas que também pode gerar resultados incrivelmente satisfatórios para elas.

Graduação em Terapia Ocupacional

Diversas instituições públicas e privadas oferecem o curso de terapia ocupacional no Brasil. A duração média é de 4 anos e algumas das principais disciplinas lecionadas são:

Disciplinas

  • Recursos terapêuticos
  • Artes
  • Sociologia
  • Saúde Coletiva
  • Saúde da Criança
  • Ética e Cidadania

Além dessas principais disciplinas, muitas outras envolvem os estudos de biologia e medicina, além de estudos da sociedade e específicos da área da saúde. Depois de se formar na graduação, a estudante que quiser atuar na área ainda precisa se registrar no CREFITO (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional).

Principais Universidades de Terapia Ocupacional no Brasil

  • Universidade Federal de São Carlos – São Carlos (SP)
  • Universidade de Fortaleza – Fortaleza (CE)
  • Universidade Federal do Paraná – Curitiba (SP)
  • Universidade de Franca – Franca (SP)
  • Universidade Federal de Sergipe – São Cristóvão (SE)
  • Universidade Federal de São Paulo – Santos (SP)
  • Universidade Federal de Pernambuco – Recife (PE)
  • Centro Educacional Anhanguera – São Paulo (SP)
  • Universidade Federal de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG)
  • Universidade de Sorocaba – Sorocaba (SP)

Especializações em Terapia Ocupacional

Para seguir os diversos caminhos que a profissão de terapeuta ocupacional proporciona, fazer uma especialização pode ser a peça fundamental. Existem diversos cursos de pós-graduação que podem fazer com que a profissional da área se especialize e possa não só conseguir melhores colocações no mercado de trabalho, mas que também possa adquirir conhecimento e se firmar como uma grande profissional da área.

Algumas das pós-graduações que terapeutas ocupacionais podem fazer são:

  • Terapia Ocupacional em Educação Inclusiva
  • Terapia Ocupacional Aplicada à Neurologia
  • Terapia Ocupacional em Saúde Mental

Normalmente, a estudante já sabe o que quer cursar na pós-graduação ainda durante o curso de graduação e a escolha é feita através de suas afinidades com determinadas disciplinas ou com o trabalho prático que cada uma delas oferece.

Cada um dos cursos é pensado para que esse gosto prévio se concretize e transforme a profissional, com matrizes curriculares específicas, eles visam formar profissionais para atuar com total eficiência em sua área de escolha.

Terapia Ocupacional em Educação Inclusiva

Este curso de pós-graduação tem como objetivo capacitar profissionais para atuarem em todo tipo de ambiente escolar. Toda a teoria aprendida com a terapia ocupacional passa a ser aplicada no contexto educacional, tanto para crianças com dificuldades motoras quanto para as que são impedidas de obter um aprendizado completo por problemas psicológicos.

O curso geralmente conta com mensalidades abaixo dosR$ 500,00 e é perfeito para as profissionais que desejam se aprofundar na educação inclusiva, pesquisar e trabalhar na área.

Terapia Ocupacional Aplicada à Neurologia

Um dos cursos de pós-graduação mais comuns da área de terapia ocupacional é direcionado para as alunas que pretendem aprofundar seus conhecimentos no atendimento a pacientes com problemas neurológicos de todos os tipos, desde os pais simples até os mais complexos. Esse tipo de pós-graduação pode ter duração de 6 meses até 1 ano e a mensalidade também não ultrapassa os R$ 500,00 na maioria das instituições.

Terapia Ocupacional em Saúde Mental

Curso feito para as terapeutas ocupacionais que visam trabalhar especificamente com problemas da saúde mental dos pacientes. As disciplinas ministradas nesse curso abordam diversos pontos da psicologia e da área da saúde, além de aprofundar conhecimentos obtidos no curso de graduação.

Apesar da duração média ser de 6 meses a 1 ano, diversas instituições também têm oferecido a opção de pós-graduação a distância, o que possibilita o aluno a escolher os melhores horários e até mesmo a determinar a duração do curso, que tem mensalidades que variam de R$ 390,00 até R$ 900,00.

Quanto Ganha uma Terapeuta Ocupacional?

A média dos salários das profissionais da terapia ocupacional é feita a partir das posições em que elas ocupam no mercado de trabalho e como cada tipo de profissional da área recebe. Percebe-se que há diferenças entre os tipos de trabalho realizados e os salários recebidos, mas isso não quer dizer necessariamente que um tipo de profissional vai receber mais do que outro apenas por atuar em uma área com maiores salários.

A experiência obviamente também conta como fator para a variação entre os salários de terapeutas ocupacionais. Como podemos perceber, os maiores cargos normalmente são ocupados por profissionais mais velhas, com mais experiência na área e também com mais formações acadêmicas.

Quanto Ganha uma Terapeuta Ocupacional Trainee?

  • Empresa Pequena: R$ 1.413,00
  • Empresa Média: R$ 1.837,00
  • Empresa Grande: R$ 2.389,00

Quanto Ganha uma Terapeuta Ocupacional Plena?

  • Empresa Pequena: R$ 2.208,00
  • Empresa Média: R$ 2.871,00
  • Empresa Grande: R$ 3.732,0

Quanto Ganha uma Terapeuta Ocupacional Master?

  • Empresa Pequena: R$ 3.451,00
  • Empresa Média: R$ 4.486,00
  • Empresa Grande: R$ 5.832,00

Quanto Ganha uma Terapeuta Ocupacional? Por Setor

Diversos setores que precisam de serviços de terapeutas ocupacionais têm salários diferentes para essas profissionais.

  • Indústrias: R$ 5.000
  • Instituições Públicas: R$ 4.100
  • Associações: R$ 3.200
  • Hospitais: R$ 3.100

Ser uma terapeuta ocupacional exige não só amor pelo que você faz, mas muita dedicação e a certeza de que é realmente isso que você quer fazer para sua vida. Como na maioria das profissões que envolvem a área da saúde, ser uma terapeuta ocupacional muitas vezes exige que a profissional tenha horários flexíveis e trabalhe em datas que a maioria das profissões não trabalha.

Por isso é importante refletir e pensar em todos esses aspectos na hora de escolher se a terapia ocupacional é realmente a função certa para você. Se tem certeza, trace metas, foque nos seus objetivos e conquiste-os.

Veja Também:Enfermeira – O que Faz e Quanto Ganha?

Fotos:Steven Depolo, U.S. Navyphoto