A terapia assistida por animais tem conquistado cada vez mais espaço em importantes tratamentos médicos de diversas patologias, devido aos resultados surpreendentes que apresentam.

Foco da Pet Terapia

Os profissionais da área da saúde que estudam e aplicam Pet terapia, como também é chamada, atestam seus efeitos positivos. É observada uma melhora significativa, tanto em aspectos emocionais quanto físicos e motores, de pacientes que são tratados com esta prática.

Os cachorros e gatos já são os velhos companheiros de muitas famílias. Já conhecemos bem todas os benefícios de termos por perto um animalzinho de estimação. Além de companheiros e amigos fiéis, os pets podem trazer conforto e felicidade para pessoas que estejam passando por momentos delicados emocionalmente, além de contribuir significativamente no tratamento de muitas doenças psicomotoras e mentais.

Pet Terapia no Brasil

A terapia assistida por animais caminha a passos lentos no Brasil, onde ainda não foi regulamentada. Estudos e projetos nesta área ainda são muito escassos, comparado com outros países que já regulamentaram este tipo de tratamento e oficializaram esta prática terapêutica em muitas instituições de saúde, públicas e privadas, como parte do programa de tratamento de doenças sérias como as neurológicas, psicológicas e mentais.

Embora ocupe posição ainda precária de reconhecimento como método terapêutico aqui no Brasil, já existem muitas ONG’s e clínicas que aplicam esta terapia e a defende como um tratamento realmente eficaz, que traz inúmeros benefícios e comprovada evolução em quadros patológicos importantes.

Doenças que Podem ser Tratadas com TAA

A terapia assistida por animais (TAA) é uma prática terapêutica aplicada por profissionais da área da saúde, com a finalidade de contribuir com o desenvolvimento psíquico, cognitivo, social e físico de pacientes em inúmeros estágios e tipos de doenças.

Os defensores deste método não têm a pretensão de substituir qualquer outra terapia convencional ou de impor a TAA como único tratamento para qualquer que seja a patologia. A proposta é que a TAA complemente estes tratamentos, que seja uma nova linha de metodologia capaz de agregar e trazer resultados ainda mais satisfatórios.

O tratamento de pet terapia visa a evolução do quadro clínico, agregando qualidade de vida, promovendo a inserção social principalmente de deficientes físicos, sensoriais, mentais e motores.

Mesmo ainda com pouco espaço entre os métodos terapêuticos já existentes e regulamentados, a terapia assistida por animais comprova-se eficaz em tratamentos de diferentes patologias como paralisia cerebral, problemas neurológicos, ortopédicos, deficiências mentais como a Síndrome de Down e até mesmo sociais, como distúrbios de comportamento, esquizofrenia, autismo e psicoses.

Também tem se tornado um forte aliado para a melhora e desenvolvimento positivo de quadros de problemas emocionais de leves a sérios como a depressão, deficientes auditivos, distúrbio de aprendizagem, da hiperatividade, além de problemas como estresse e insônia.

Cão Guia Para Deficientes Visuais

Quando falamos do suporte animal para o bem-estar das pessoas, uma prática mais conhecida pela maioria é o uso de cães guias no auxílio à portadores de deficiência visual, inclusive já regulamentada pela nossa constituição. É fato como os cães tem contribuído no processo de reintegração social de cegos além do bem psicológico que a companhia dos amigos peludos traz a estas pessoas.

Como Funciona a Terapia Assistida por Animais

Para aplicar a terapia assistida por animais é necessário muito mais que o paciente e o animal. Para que o método seja executado da forma correta, garantindo resultados positivos e satisfatórios, a equipe precisa ser multidisciplinar, formada por terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, médicos, enfermeiros, psicólogos e veterinários.

Esta equipe estará preparada para indicar o método de terapia mais adequada, considerando as necessidades de cada paciente. Além de ser a responsável por acompanhar a execução das atividades, garantindo o bem-estar doa pacientes, profissionais e claro, também do animal.

O que Acontece Durante a Terapia

A terapia não funciona apenas como motivador de comportamento, ela tem efeito fisiológico neste processo de melhora. Durante o tratamento é liberado um hormônio no corpo do paciente, a endorfina, que promove uma sensação de bem-estar, diminuindo o nível do hormônio cortisol além de ser notado uma diminuição da pressão arterial.

Todos estes efeitos trazem resultados importantes. Os benefícios físicos, mentais e psicológicos são significativos por promovem a inibição da dor, o comportamento social e por estimular a memória. A oportunidade de comunicar-se mesmo que de outras formas que não a verbal é a grande chave da eficácia da TAA.

A terapia assistida por animais se apoia na promoção de sentimentos como segurança, motivação e autoestima para diminuir sentimentos prejudiciais a qualquer recuperação como solidão e depressão, e assim contribuir de forma positiva com a melhora e desenvolvimento dos pacientes que recebem este tratamento.

Muitas espécies de animais podem ser utilizadas na terapia assistida por animais como: gatos, coelhos, tartarugas, hamsters, golfinhos, aves, iguanas e escargots. Os cavalos também são um dos animais aptos para trabalhar nestas terapias, inclusive existem já no Brasil algumas clínicas particulares e públicas que adotam este tipo de terapia.

Mas o grande astro do reino animal, que agrega benefícios para os pacientes é o nosso velho amigo cão. Os motivos são os que já conhecemos, os cachorros são de fácil adestramento, sociabilidade e até por ser de mais fácil aceitação e entendimento dos pacientes em tratamento.

Cão Terapia

A terapia assistida por cães também chamada de TAC, tem como principal objetivo agregar o cão no processo de recuperação e tratamento de diversas patologias. O cão torna-se parte integrante e ocupa o papel de mediador e facilitador das atividades terapêuticas, que são tão importantes nos tratamentos destinados a patologias físicas, emocionais e sociais.

A terapia é aplicada com a visita programada do cachorro ao paciente, juntamente com o seu dono e o especialista da área médica. Geralmente é realizada em hospitais geriátricos, infantis e penitenciários e em escolas.

Rotina de um Cachorro que Promove a Cão Terapia

O cachorro terapeuta quando não está cumprindo suas funções, segue seu cotidiano normalmente. Continua em sua casa, no convívio da família, garantindo seus momentos de lazer e descanso e claro, de ganhar os mimos que já está acostumado.

Resultados da Cão Terapia

A TAC contribui com inúmeros fatores. Veja os principais:

  • Desperta reflexos em pessoas com deficiências motoras.
  • Ajuda os pacientes a superar fobias, depressões e doenças de origem nervosa e emocional
  • Contribui para o relaxamento e bem-estar de pacientes com demência, melhorando a qualidade de vida
  • Diminui os níveis de violência e isolamento nos centros penitenciários.

Bom, que os cachorros trazem inúmeros benefícios para quem os adota como animalzinho de estimação já é sabido por todos nós. Difícil quem tenha um pet que não reforce como é importante e saudável para o convívio familiar e até para as crianças. Pelo jeito, além de melhor amigo do homem, o cachorro é forte candidato a ser também o médico da família!!!

Veja Também: Terapia Infantil – Por que Procurar Ajuda?
Fotos: Lixyee, U.S. Air Force photo/Airman