A vida de grávida é mesmo uma correria só! Muitos cuidados e preparativos especiais começam logo quando a menstruação atrasa e o exame de gravidez dá positivo. A partir daí a nova rotina de pré-natal é iniciada e muitos exames podem ser solicitados para acompanhamento gestacional e um deles que é bem especifico é o teste de fibronectina fetal.

Importância do pré-Natal

É muita coisa para planejar e preparar para sua chegada, mas nada pode ser deixado de lado, tudo é muito importante e essencial, o pré-natal então nem se fala. Talvez seja o único capaz de garantir uma gestação saudável, tranquila e um parto no momento certo sem nenhuma complicação.

Durante o decorrer do pré-natal é que o médico solicitará uma bateria de exames para analisar e garantir o bem-estar da mamãe e do bebê e ainda poder diagnosticar e tratar qualquer intercorrência durante a gestação, evitando partos prematuros por exemplo. Um dos exames que identificam um risco de prematuridade é o Teste de fibronectina fetal.

O que é fibronectina fetal?

A fibronectina fetalé uma proteína produzida pelo saco amniótico durante a gestação, ela tem como função manter preso o embrião dentro da bolsa amniótica ao útero. Esta proteínaestá presente no conteúdo vaginal até a 21ª semana da gravidez, devendo ser detectada novamente somente após a 35ª semana. Neste intervalo é quando é realizado o Teste de fibronectina fetal e se identificado a proteína significa que existem grandes probabilidades de um parto prematuro.

É importante que saiba que se o exame der positivo, não é uma certeza que terá um parto prematuro, apenas que existe uma grande possibilidade. Neste momento seu médico poderá te receitar medicamentos para prolongar ao máximo a gestação e fortalecer o bebê para que tudo corra bem no parto, mesmo que ocorra antes da data esperada.

Já se o resultado for negativo significa que a gestante tem menores chances de entrar em trabalho de parto pelo menos nos próximos 7 a 15 dias seguintes à realização do exame. Então na verdade é tudo questão de um bom acompanhamento médico para garantir a saúde do bebê.

Quando Realizar o Teste de Fibronectina Fetal

Ter um parto prematuro é um dos medos que assombram a maioria das gestantes. É a preocupação com a saúde do bebê junto com a expectativa de ter uma boa hora, tranquila e feliz, que tiram muitas vezes o sono das futuras mamãe.

Por isso mesmo, para que tudo ocorra da melhor forma possível, deve fazer o pré-natal certinhoe compartilhar todas as suas inquietações, preocupações e medos com o seu obstetra. Ele quem vai te ajudar a entender cada momento.

Ficar em alerta com sintomas que mereçam maior atenção e te pedir uma bateria de exames que poderão indicar a necessidade de qualquer tratamento ou medicação que você ou o seu bebê precisarem.

Indicações Para Realização do Teste de Fibronectina Fetal

O Teste de fibronectina fetal é um dos exames que o obstetra pode solicitar, principalmente se houver alguns destes sintomas que indiquem a possibilidade de parto prematuro:

  • Já ter tido parto prematuro espontâneo (neste caso, mesmo que não tenha apresentado na gestação atual nenhum sintoma)
  • Presença de contrações uterinas persistentes entre a 22ª e 35ª semana de gestação
  • Encurtamento ou dilatação do colo uterino
  • Gestação gemelar

Existem outros fatores de risco que podem indicar a possibilidade de parto prematuro. Se informe com seu médico e siga todas as orientações. Com acompanhamento e tomando os cuidados necessários, tudo vai dar certo!

Como é Realizado o Teste de Fibronectina Fetal

O teste de fibronectina fetalé muito simples e seguro. Se assemelha com o velho companheiro exame feminino, o Papanicolaou. O teste é indolor e o resultado fica pronto bem rápido. O procedimento é muito simples, é uma espécie de cotonete que é introduzido na vagina para colher uma amostra da secreção cérvico-vaginal.

Leitura do Resultado

Se houver presença da fibronectina e você estiver entre a 22ª e 35ª semana de gestação, o resultado é positivo. O que indica uma possibilidade de acontecer um parto prematuro. Se não for constatada presença da fibronectina, significa que as chances são remotas de ter um parto prematuro pelo menos nos próximos 10 dias.

Enfim, este teste é realmente importante para ajudar no tratamento e prevenção da prematuridade do parto, mas como qualquer outro exame, não é garantia de que terá ou não um parto antes da data programada.

Portanto, se você está seguindo todas as recomendações do seu médico, fazendo o acompanhamento pré-natal corretamente e tomando as medicaçõesquando indicadas, o melhor é relaxar, manter-se calma e seguir firme que tudo vai correr da melhor forma possível e você e o seu bebê estarão preparados para o grande momento.

Importância dos Exames de Pré-Natal

Durante os nove meses de gestação será necessário a realização de uma bateria de exames para o médico avaliar o desenvolvimento do bebê, o estado clínico da gestante e garantir que mãe e filho estão bem e tudo está correndo como o previsto. Por isso os exames de pré-natal são extremamente importantes, cada um tem uma finalidade e o momento certo para realizar.

Primeiros Exames de Pré-natal

Logo na primeira ida ao obstetra ele solicitará grande parte dos exames como o hemograma completo, glicemia, fator RH, que servem para avaliar os componentes do sangue da gestante e prescrever alguma medicação se necessário.

Também são solicitados exames para identificar a presença a sorologia para HIV e VDRL, Toxoplasmose, Rubéola e Hepatite B e C, que são doenças prejudiciais para o bebê e se diagnosticadas o quanto antes o tratamento será mais eficaz, além dos mais simples como o de fezes e o de urina, mas que são igualmente importantes e precisos para diagnosticar qualquer intercorrência na saúde da mamãe.

Exame de Ultrassonografia

Um outro exame super presente em todo o período gestacional, mas esse sim, aguardado e adorado pelas futuras mamães é a ultrassonografia, que são imagens de dentro da barriga e até o momento, a única forma de ver o bebê que está bem escondidinho ali.

O ultrassom é essencial para o monitoramento do desenvolvimento do bebê e é recomendado realiza-lo no mínimo 4 vezes em toda a gestação. Muitas mamães se pudessem faziam um ultrassom por semana, é ou não é? Mas não é necessário repetir o exame muitas vezes, ao menos que seja uma solicitação do seu médico.

Bom, estes são alguns exames importantes, mas cada caso é um caso, e cada gravidez é única e merece um cuidado particular e especial. Confie em seu médico e faça todos os exames que ele solicitar, lembre-se o quão importante é cada um deles.

Seguindo todas as orientações médicas direitinho você já estará cuidando muito bem do baby e cumprindo seus primeiros papéis de mãe. Respire fundo porque é apenas o começo, mas saiba que tudo isso vai valer a pena e que as recompensas da maternidade são muito mais gratificantes. Boa sorte!

Veja Também: Perfil Biofísico Fetal: Para Quê?

Fotos: louda2455, NaraPandora