Dos inúmeros anos que fui tentante em nenhum médico que passei fui indicada a fazer o teste pós-coito. Acho que atualmente se tem falado mais nesse teste, mas ainda sim menos do que deveria. O teste pós-coito diagnostica o que muitas pessoas nem poderiam imaginar que tivesse e acontecesse, uma hostilidade do muco cervical com os espermatozoides! Você sabia que o muco ajuda na fecundação? O muco tem papel fundamental na gravidez, com as condições certas e viscosidade adequada, ele alimenta e ajuda a fazer com que o espermatozoide chegue com saúde até a trompa onde fecundará o óvulo. Se o muco é inadequado, o esperma terá condições reduzidas a sobreviver no ambiente vaginal e pode acabar morrendo. Algumas vezes o muco também pode ser mais espesso do que o adequado e impedir que o espermatozoide consiga deslizar e chegar até o útero.

A maioria dos casais são indicados a fazer determinados exames para saber se estão férteis ou não. Estes testes como espermograma, exames hormonais, histerosalpingografia e outros. Porém, o teste pós coito acaba ficando de fora. Alguns casos de infertilidade não aparente em casais jovens, saudáveis nem chegam a ser investigados com esse simples exame. Aí que mora o perigo! Pode ser tão simples de resolver a questão…

Teste pós coito visto pelo microscópio

Como se Faz o Teste Pós-coito?

O teste pós-coito se trata de colher o material da vagina após uma relação sexual em um determinado período após a relação. Esse material colhido no teste pós-coito irá mostrar quantos espermas estão vivos e se estão se movimentando bem. Se o homem já tiver feito espermograma, será mais fácil de detectar as mudanças do seu material e então verificar se o motivo da não gravidez, é o ambiente da flora vaginal da mulher.

teste pós coito

O teste pós coito é simples e pode ser feito com qualquer mulher.

Alguns fatores que colaboram para que o ambiente vaginal se torne inapto para o esperma são em sua grande maioria o PH vaginal ácido e Bacilos alterados, fazendo assim um muco inapropriado para a locomoção do esperma rumo à trompa. Conseguir fazer esse teste do pós-coito, pode se tornar um problema já que são poucos os laboratórios que o fazem. Normalmente o teste é feito após 48 horas da relação sexual e quantos espermas estiverem vivos será indicativo se o muco vaginal é ou não hostil ao espermatozoide. O laboratório também avalia o muco não só a quantidade de espermas vivos e móveis. Então, o muco tem q ser o mais transparente possível para que esteja saudável. Se a cor do muco variar pode haver alguma alteração além de claro, da acidez do muco.

Para realização do teste é necessário que a mulher esteja no período fértil e também o casal esteja em abstinência de ato sexual por pelo menos 3 dias. Isso fará com que possa ser coletado uma quantidade satisfatória de material para avaliação. Não se levantar da cama pelo menos por 1 hora após a relação e elevar o quadril a fim de evitar a perda de sêmen. Após esse período é necessário usar absorvente até o momento da coleta do material a ser analisado.

Para ter um resultado satisfatório da visão reprodutiva, pelo menos 5 espermatozoides devem estar vivos em progressão linear, ou seja, nadando em rumo a trompa para fecundar o óvulo e esse procedimento é feito por super microscópios. Alguns laboratórios consideram acima de 10 unidades em progressão linear então fica ainda mais complexo ter um teste pós-coito favorável. Por isso se alia o teste pós-coito ao espermograma, assim se pode ter certeza de onde vem o problema. Apesar de excelente, como qualquer outro exame há margens de erro provocadas pela má cronometragem do tempo de retirada do material, até mesmo a qualidade do muco especificamente naquele ciclo. Por isso, é importante aliar o teste pós coito com outros exames para ter certeza que o problema seria aquele e sempre que possível fazer o teste mais de um ciclo. Algumas vezes as mudanças hormonais simples da mulher podem favorecer uma mudança do PH vaginal, um estado passageiro que pode se corrigir sozinho com o tempo. Outras vezes há formas de driblar o muco hostil com inseminação artificial se for o caso e o casal tiver condições.

A inseminação artificial pula a parte onde o espermatozoide precisaria passar pelo muco hostil e ai levar o material masculino até as trompas onde podem proporcionar mais facilmente a gravidez. Alternativa também é o uso de truques para auxiliar para que o muco fique apropriado, uso de géis amigos e banhos de assento com vinagre ou bicarbonato podem ajudar também no momento da concepção. De qualquer forma se o casal tem uma infertilidade não aparente e ainda não fez o teste pós-coito, fale com seu ginecologista e mãos a obra!

Veja também: Posições Para Engravidar – Dicas e Truques

Foto:  Victor