É quase impossível não relacionarmos a palavra gravidez com a palavra hormônio. E por mais que essas duas coisas possam ter dignificados distintos das mais diferentes maneiras, existem algumas relações que muitas vezes não pensamos, como a relação da tireoide na gravidez. Afinal, será que é possível que ocorram problemas na tireoide durante uma gestação? E como tratar esse problema e não deixar que ele afete o bebê? Se você está curiosa para saber sobre isso, leia o texto até o fim e descubra. Mas antes, é necessário explicarmos o exatamente é a tireoide.

O que é a Tireoide?

A tireoide é uma glândula que ajuda a regular diversos órgãos muito importantes do nosso corpo, como o coração, o fígado, os rins e até mesmo o cérebro. Essa glândula tem a responsabilidade de atuar no desenvolvimento de crianças e adolescentes, influenciando inclusive nos ciclos menstruais de uma mulher. Ao liberar os hormônios T3 e T4 para todas essas partes do corpo em quantidades certas, a tireoide faz com que o organismo funcione da maneira correta.

Quando há problemas com a tireoide, isso pode afetar uma pessoa de diversas maneiras, inclusive no que diz respeito à fertilidade. E apesar de isso ser facilmente diagnosticável e ocorrem em qualquer fase da vida de uma pessoa, esses problemas precisam ser tratados para que não haja nenhuma consequência negativa, especialmente quando falamos de tireoide na gravidez.

Problemas na Tireoide

Os distúrbios da tireoide mais comum ocorrem quando a glândula libera quantidades erradas de hormônios para o corpo, seja em menor quantidade do que é esperado ou em maior quantidade. Porém, muitas doenças também podem surgir a partir de problemas nesse órgão, como:

  • Bócio
  • Tireoide subaguda
  • Carcinoma da tireoide medular
  • Câncer de tireoide
  • Tireoidite crônica

Apesar de essas serem algumas das doenças que podem surgir com a tireoide, as mais comuns são o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, que são, respectivamente, liberação em quantidades menores de hormônios pela glândula ou de quantidades maiores. Por serem as doenças mais comuns, é sobre a relação delas na gravidez que vamos tratar no texto de hoje.

desenho tireoide

Hipotireoidismo na Gravidez

O hipotireoidismo ocorre quando a tireoide não produz hormônios suficientes para as necessidades do organismo. Alguns dos sintomas mais comuns dessa doença são:

  • Fadiga
  • Prisão de ventr
  • Aumento de peso
  • Queda de cabelo
  • Tendência à depressão

Quando uma mulher possui hipotireoidismo na gravidez, não só ela corre diversos riscos, como o bebê também. Primeiramente porque essa doença pode causar distúrbios arteriais, como insuficiência cardíaca, o que pode acabar afetando o desenvolvimento do bebê e acarretando em sérios problemas.

Estima-se que até 6% das gestantes desenvolvem o hipotireoidismo na gravidez, então é muito importante ter seus exames em dia quando estiver planejando engravidar e, se houver algum problema desse tipo, trata-lo antes de engravidar. Dessa forma você garante que tanto a sua saúde quanto a do seu bebê estarão intactas durante a gestação.

Hipertireoidismo na Gravidez

Outro problema que também pode surgir é o da tireoide alta na gravidez, o que chamamos de hipertireoidismo. Ao contrário da condição que citamos anteriormente, nesse caso os hormônios são produzidos em excesso e alguns dos sintomas que essa doença causa são:

  • Aumento do apetite
  • Perda de peso repentina
  • Suor excessivo
  • Ansiedade e nervosismo

É de conhecimento geral que a gravidez é uma verdadeira tempestade de hormônios no corpo de uma mulher. E exatamente por essa razão, quando a glândula tireoide apresenta esse tipo de disfunção, podem ocorrer grandes problemas. Os principais problemas que essa doença traz para uma gestante são:

  • Risco de aborto
  • Pré-Eclâmpsia
  • Insuficiência cardíaca
  • Descolamento prematuro da placenta

Além de poder causar diversos problemas para a mulher, que podem também refletir mais tarde, na hora de amamentar, o hipertireoidismo na gravidez também representa um perigo ao bebê, já que ele pode sofrer com diversas complicações, como:

  • Malformações
  • Bócio
  • Nascimento prematuro

Como tratar problemas com a Tireoide na Gravidez?

Apesar de se tratar de problemas que podem trazer consequências graves, eles podem ser facilmente diagnosticados e, se devidamente tratados, apresentam pouco perigo para uma mulher grávida. Vale ressaltar também que, quanto mais cedo esses problemas forem identificados, maiores as chances de nenhuma consequência ruim ocorrer.

Se uma mulher já tiver histórico de algum problema com a tireoide, é sempre importante fazer exames antes de engravidar e, mesmo depois, estar ciente de que esses problemas podem ocorrer por conta da manifestação de diversos tipos de hormônios em seu corpo nesse período.

Quando não é possível evitar que essas doenças ocorram, um médico receitará os remédios nas quantidades necessárias para cada caso e, se feito de forma correta, nenhum efeito colateral ocorre com a mãe e nem com o bebê.

Problemas com tireoide na gravidez não são incomuns, porém, precisam ser tratados da maneira correta para que não haja nenhuma consequência mais séria. E para isso, é muito importante consultar seu médico regularmente e seguir as recomendações dadas por ele. É só dessa forma que você pode ter certeza de que os problemas entre tireoide e gravidez estão sendo resolvidos e ficar mais tranquila para focar em outras questões mais importantes nessa fase tão especial da sua vida.