Sofrer um golpe na cabeça pode ser duro, mas tudo piora quando esse golpe vem com uma força inimaginável e mais forte do que nossa cabeça pode aguentar. O traumatismo crânioencefálico pode ocorrer com pessoas em todas as idades, já que ocorre quando uma força externa acaba causando essa disfunção cerebral.

Todavia, ele se torna ainda mais perigoso quando acontece em crianças, isso por diversos motivos. E apesar de não ser o assunto mais agradável do mundo, é necessário que entendamos como ele se desenvolve, exatamente o que é o traumatismo crânio-encefálico e quais são as suas consequências. Se você quer saber mais detalhes sobre essa disfunção, o texto de hoje falará exatamente disso.

O que é o Traumatismo Crânio-Encefálico?

É uma disfunção cerebral causada por alguma força externa na cabeça de uma pessoa, geralmente um golpe ou queda. Apesar de muitas lesões na cabeça serem chamadas de traumatismo crânio-encefálico, esse tipo de lesão acontece quando o crânio e o cérebro são atingidos ao mesmo tempo, algo que pode acontecer em diversos níveis.

É uma condição que possui tratamento e cura, dependendo da gravidade, mas que também pode deixar sequelas para a pessoa. Não é possível afirmar com certeza se a pessoa será totalmente curada ou ficará com sequelas antes que um médico faça o diagnóstico correto. O traumatismo crânio-encefálico é um problema sério e precisa ser tratado como tal para que as chances de cura sejam maiores.

Sintomas do Traumatismo Crânio-encefálico

Apesar de poderem variar de acordo com a gravidade da pancada, existem diversos sintomas que são comuns às pessoas com traumatismo crânio-encefálico. Eles são:

  • Sangramento nasal ou pelos ouvidos
  • Tonturas e desmaios
  • Convulsões
  • Olho roxo
  • Manchas roxas na orelha
  • Fala alterada
  • Perda de memória
  • Fortes dores de cabeça

Pode ser quem nem todos os sintomas apareçam em todos os casos dessa condição, mas esses são os sintomas mais comuns entre todas. O nível de dores e de sangramento, bem como o nível de perda de memória e desmaios também pode variar de acordo com a gravidade da pancada na cabeça.

Tipos de Traumatismo

Existem basicamente dois tipos de traumatismo crânio-encefálico, eles são:

  • Traumatismo Leve
  • Traumatismo Grave

Falaremos sobre a diferença entre os dois e sobre as especificidades de cada um deles.

Traumatismo Leve

Caracterizam-se por traumatismo leve os casos em que as lesões não são diagnosticadas pelos exames. Apesar de ser leve, ele deve ser tratado de maneira séria pois pode trazer consequências graves como distúrbios psicológicos e comportamentais.

Traumatismo Grave

O traumatismo grave é facilmente reconhecido, até porque as lesões costumam ser mais fortes e mais profundas. Esse tipo de traumatismo está relacionado a afundamento ósseo ou até mesmo a fraturas. A amnésia forte pode ser uma das consequências dele, mas dependendo do caso, esse tipo de traumatismo pode levar até a morte.

Traumatismo Crânio-Encefálico em Crianças

O traumatismo crânio-encefálico em crianças é algo que necessita de bastante atenção. Primeiramente porque a cabeça de bebês é muito mais sensível, já que a moleira se fecha completamente apenas depois dos 2 anos de idade.
Além disso, os ossos de uma criança estão em constante crescimento e acabam sendo mais frágeis do que o de um adulto. Outro fator a ser levado em conta é que as crianças estão mais sujeitas a esse tipo de dano, já que estão o tempo todo brincando e pulando, o que é muito saudável, mas que devemos prestar atenção para que não aconteça algo mais perigoso

Algumas das principais causas do traumatismo crânio-encefálico em crianças são:

  • Quedas
  • Pancadas contra a parede
  • Acidentes de bicicleta
  • Quedas em escadas

Apesar de ser um momento desesperador, uma mãe deve manter a calma e chamar a emergência o quanto antes quando o seu filho sofrer um traumatismo do tipo. Também é recomendado que não se altere a posição do corpo da criança, já que isso pode comprometer alguma parte machucada.

Danos Secundários

Os danos secundários do traumatismo crânio-encefálico normalmente podem ser evitados se o tratamento é feito da maneira correta, mas há também os casos em que eles aparecem da mesma forma. Alguns dos principais são:

  • Edema Cerebral
  • Hemorragia Intracraniana
  • Hidrocefalia
  • Infecção intracraniana

Apesar de serem problemas graves, é importante reiterar que esses danos secundários são tratáveis e é possível de evitar que eles aconteçam.

Consequências do Traumatismo Crânio-Encefálico

Como já citamos anteriormente, o traumatismo crânio-encefálico pode trazer diversas consequências que podem ser tanto de curto prazo quando para a vida toda. As principais são:

  • Amnésia
  • Perda ou alteração na fala
  • Paralisia de determinados músculos
  • Epilepsias
  • Problemas de equilíbrio
  • Perda de movimento de membros como pernas
  • Problemas motores

Muitos desses problemas podem ser tratados e até mesmo revertidos, dependendo da gravidade da lesão e do tempo que o tratamento começou. Por isso é sempre importante verificar se há alguma sequela da lesão para que os tratamentos sejam feitos da melhor maneira possível.

Tratamento do Traumatismo Crânio-Encefálico

O tratamento desse tipo de traumatismo vai depender da gravidade de cada caso, por isso ele geralmente começa com exames exatamente para definir qual será o próximo passo. Em casos mais leves, são usados medicamentos anticoagulantes e anti-inflamatórios diretamente na veia para que o efeito seja imediato.

Em casos mais graves, a dose desses medicamentos pode ser maior e uma intervenção cirúrgica pode ser necessária para que o quadro clínico do paciente não se complique.

Existem diversas coisas na vida que não podemos controlar e infelizmente o traumatismo crânio-encefálico se encaixa nessa lista. Por mais que possamos fazer toda a prevenção necessária, ainda estaremos sujeitos a sofrer algum tipo de acidente que possa nos afetar com essa disfunção.

E apesar de ser uma coisa grave, muitas vezes é algo reversível e que exige um tratamento rigoroso, mas muito eficaz. Não importa se isso acontecer com crianças ou adultos, o traumatismo crânio-encefálico precisa ser levado a sério sempre e tratado da melhor forma possível. É a melhor maneira de nos curarmos e voltarmos a ter uma vida normal após o susto de um golpe em nossas cabeças.

Veja Também: Paralisia Cerebral Infantil
Foto: kalhh