Como em qualquer fase da vida estamos sujeitos a sofrer com alguns problemas de saúde, porém a maioria deles nos causa maior preocupação quando acontecem na fase gestacional despertando o medo de atingir o desenvolvimento fetal ou até mesmo interromper a gestação. Um desses problemas que trazem além da preocupação, muitas dúvidas é a trombose na gravidez.

A trombose em si é um coágulo no sangue que gera um entupimento de veias e artérias que acabam impedindo a circulação normal do sangue no local. Esse entupimento gera dores locais, incômodos, inchaços e dificuldade para andar quando ocorrem nas pernas, por isso é necessário cuidados logo quando notados os primeiros sinais. Existem alguns tipos do problema e somente alguns tipos de trombose na gravidez são considerados comuns nesta fase, como a trombose hemorroida que ocorrem devido ao peso do bebê ou ocorrem devido ao parto normal.

Outro tipo considerado comum na fase gestacional é a trombose na placenta. Este tipo é considerado o mais preocupante durante a fase gestacional, já que se não acompanhado devidamente pode provocar aborto. Por isso em caso de diminuição de movimentos fetais que é o seu principal sintoma, a gestante deve procurar imediatamente seu medico para realização de uma ultrassonografia para avaliação. Fora a falta de movimentos, a gestante não sentirá nenhum outro sintoma por isso fique alerta!

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Já o apontado como mais normal na gravidez devido aos maiores números de caso, a trombose venosa atinge principalmente a área das pernas da gestante o que oferece grande incômodo na área e impossibilitando até mesmo que a gestante consiga movimentar as pernas ou até mesmo andar. Inchaço local acompanhado de vermelhidão e dor constante são os principais sintomas deste tipo de trombose na gravidez. O aumento das veias também é um sinal bem comum de ser notado neste caso.

Lembrando que os mesmos sintomas da trombose venosa podem ocorrer também devido à retenção de líquidos gerados durante a fase gestacional, por isso deve ser relatado ao obstetra cada sintoma para realização de exames complementares que poderão detectar e apontar a causa correta. Na realização de um ultrassom é possível determinar se é a trombose ou não! Vale alertar também que a trombose na gravidez é considerada um problema raro e normalmente ocorre em gestantes com idade superior a 35 anos, que sofram com excesso de peso ou que estejam passando por uma gravidez gemelar, sendo considerados os principais fatores de risco.

Como Evitar e Qual o Tratamento para Trombose na Gravidez?

Alguns cuidados para auxiliar a circulação sanguínea são recomendados durante a gestação, evitando assim o surgimento de problemas como o caso da trombose na gravidez. Quando o medico informa que a gestante deve desde o inicio fazer caminhadas ou outros exercícios físicos se possível não é atoa, já que a prática de atividade física ajuda e muito a circulação sanguínea. A alimentação adequada, rica em fibras e acompanhada da ingestão de água e líquidos também tem extrema importância no combate dos problemas circulatórios. Corte do seu cardápio alimentos gordurosos e com grande teor de sódio que aumentam ainda mais as possibilidades do aparecimento de uma trombose. Passar longos períodos na mesma posição, sentada ou deitada também aumentam os riscos, por isso faça pequenos intervalos e se movimente.

Evite fumar durante a gravidez e ficar próximo de fumantes, pois o cigarro aumenta as possibilidades do aparecimento de trombose em qualquer fase da vida. O uso de meias de compressão a partir do inicio da gestação também é uma ótima forma de evitar maiores transtornos, já que ela melhora e ajuda a circulação sanguínea. A trombose na gravidez pode ocasionar embolia pulmonar que afeta os pulmões da gestante causando falta de ar, dores fortes no peito e muita tosse acompanhada de sangue. Na presença de sinais que levantem suspeita da trombose procure seu medico imediatamente.

O tratamento adequado deve ser indicado pelo obstetra que esta fazendo o pré-natal e na maioria dos casos ocorre através das injeções de anticoagulantes conhecidos também como heparina, que agem diretamente no coágulo. O medicamento dissolve os coágulos possibilitando a circulação sanguínea novamente e diminuindo as chances de novos coágulos aparecerem. Normalmente o tratamento é realizado até o final da gestação e posteriormente também, já que durante e após parto como o abdômen e as veias pélvicas sofrem alterações, novas lesões e coágulos podem acontecer.

Veja também: Gravidez de Risco – Quais os Casos Que São Considerados?

Foto: edi fortini