Sabe quando sua respiração parece fechar e você não consegue respirar direito de uma hora para outra? Ou quando você ingere algum tipo de alimento que instantaneamente faz você ter febre e vômito? Ou ainda quando sua pele começa a coçar sem parar? Todas essas são manifestações diferentes de alergias. As alergias estão presentes na vida de praticamente qualquer ser humano e é importante saber quais são as que nos afetam ou não para sabermos quais são as melhores vacinas para alergia nos nossos casos. Afinal, quando devemos toma-las? Vamos falar sobre isso no texto de hoje. Mas antes, o que é uma alergia exatamente?

O que são Alergias?

Pode-se definir alergias como reações do sistema imunológico decorrentes de uma hipersensibilidade de alguma parte do nosso corpo. Por isso, as alergias podem se manifestar de diversas maneiras diferentes, como marcas e coceira na pele, através de problemas de respiração ou mesmo com problemas em nosso sistema digestivo.

Apesar de não existirem regras específicas, alguns dos principais fatores que desencadeiam as alergias são a ingestão de alimentos, picadas de insetos, sobretudo os venenosos, além de outros fatores como produtos químicos, tintas, medicamentos e até mesmo pólen.

No geral, as alergias não causam grande problemas para a nossa saúde e podem ser controladas com certa facilidade. Porém, existem casos mais sensíveis que podem acabar desencadeando problemas graves de saúde, até mesmo à morte, dependendo do nível em que a alergia se encontra. E por isso, diversos tipos diferentes de tratamento existem hoje em dia.

O que é uma Vacina para Alergia?

A vacina para alergia é um dos tipos de tratamento mais conhecidos e mais utilizados por aqueles que possuem alguma alergia que afeta suas vidas de maneira mais séria. Dentro todos os tipos de tratamento, ela é a única capaz de realmente reverter o quadro, ou seja, de curar uma alergia, embora isso nem sempre seja possível.

A vacina para alergia consiste, basicamente, na administração de doses regulares do agente causador da alergia diretamente na pessoa. Quando isso é feito de maneira escalada, ou seja, em doses cada vez maiores e no intervalo de tempo certo, o sistema imunológico passa a se acostumar, o que faz com que a alergia da pessoa diminua aos poucos, até desaparecer completamente.

É comum que se diga que essa é uma forma de “reeducar” o sistema imunológico, ou seja, de fazer com que ele se acostume com a presença de tal agente sem que haja nenhum tipo de reação. Por essa razão, a vacina para a alergia também é chamada de vacina dessensibilizante, que já faz com que a hipersensibilidade que citamos anteriormente, seja anulada aos poucos.

Apesar de a maneira mais conhecida e eficaz seja a aplicação de uma injeção subcutânea, também existem tratamentos feitos via oral ou sublingual para tratar as alergias.

seringa vacina

Quando devemos tomar uma Vacina para Alergia?

As vacinas para alergia são indicadas para todos aqueles que desejam que suas alergias sumam, majoritariamente os que possuem alergias que aparecem com mais frequência e de maneira mais agressiva. Ainda assim, não existe nenhuma contraindicação.

É importante também saber que pessoas que possuem mais do que uma alergia, podem realizar esse tratamento. Porém, deve-se conversar com o médico para se ter certeza dos efeitos que isso pode causar. Nesses casos, é muito comum que apenas um dos tipos seja curado.

Qual a duração do Tratamento?

Para que uma pessoa realmente possa ser curada de uma doença alérgica, são necessários vários anos de tratamento, normalmente entre 3 e 5. O tempo também depende da reação do organismo da pessoa às vacinas. Mas apesar de se tratar de um período considerado longo, as reações do organismo podem ser sentidas aos poucos, ou seja, a pessoa vai ficando cada vez menos alérgica a um determinado tipo de agente.

Existem Efeitos Colaterais?

Sim, existem efeitos colaterais que esse tipo de vacina provoca, mas trata-se de efeitos relativamente fracos e que não afetam sua vida de maneira grave. O maior risco que se pode ter é o de reações alérgicas, já que o tratamento é feito exatamente a partir dos agentes causadores.

Outras reações do nosso corpo podem ser pequenas dores, desconfortos ou coceiras no local onde a vacina foi aplicada. Além de serem coisas fáceis de serem resolvidas, também não costumam afetar diretamente o nosso dia a dia.

Afinal, as Vacinas para Alergia valem a pena?

Se colocarmos na balança todos os prós e contras de se tomar uma vacina para alergia, a resposta final provavelmente será que sim, elas valem a pena. Isso porque os efeitos negativos são bem menores do que os benefícios que se pode ter com elas.

Talvez o maior dos problemas seja o tempo que esse tipo de tratamento dura e a disciplina que exige de se tomar as vacinas nos dias certos para que elas realmente façam efeito. Porém, com força de vontade e, claro, disciplina, uma pessoa pode se livrar de um problema bastante incômodo em sua vida de uma forma relativamente fácil.

Ainda que alergias façam parte da vida de todos nós, entender como trata-las é sempre importante. Afinal, não podemos deixar de realizar nossas atividades do dia a dia por conta de problemas crônicos como esse. As vacinas para alergia podem ser uma ótima solução para muitos casos e exatamente por isso é importante saber todas essas informações que trouxemos no texto de hoje. A partir delas, você com certeza vai entender melhor se esse tipo de tratamento vale ou não a pena no seu caso.