Todos sabemos da importância da vacinação na vida das crianças. Mas com ela vem também as preocupações em relação aos efeitos colaterais ou possíveis reações consideradas normais. Pensando nisso, vamos listar quais as principais vacinas que dão reação para que os papais se preparem para reduzir os sintomas e desconfortos.

Logo nos primeiros meses de vida, são necessárias algumas vacinas que fazem parte da carteira de vacinação infantil. Devem ser seguidas rigorosamente e dadas no prazo indicado e em caso de dúvidas, é sempre bom conversar com o pediatra.

Principais Doenças, Vacinas e Reações

Vacina de Varicela: A varicela é uma das doenças mais comuns na infância, sendo também, uma das mais contagiosas. As reações mais comuns da vacina de varicela são: febre, vermelhidão, erupção cutânea entre 10 a 21 dias após ter tomado a vacina, inflamação localizada e dolorida.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Grávida após 4 anos! Faça como Alyne
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Clique no play e conheça meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Conhecer FamiGel!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!

Mesmo sendo muito rara complicações relacionadas a varicela, a vacina é de extrema importância. Em alguns casos mais agravantes podem ocorrer infecções bacterianas, quadros de pneumonia e encefalite.

Vacina de Hepatite B: A hepatite B é uma doença que afeta diretamente o fígado e pode causar outras infecções agudas. Uma das reações da vacina de hepatite B são: dores musculares, sensibilidade no lugar onde foi aplicada a vacina além de dores nas articulações e febre.

A vacina de hepatite B é de muita importância, por se tratar de uma doença altamente contagiosa e que pode causar complicações graves como: cirrose hepática, hemorragias no trato digestivo, peritonite bacteriana, carcinome hepato-celular além do risco da infecção se tornar crônica.

Vacina de Poliomielite: A poliomielite é uma doença infecciosa, que é transmitida de pessoa para pessoa. Causada por um vírus que vive no intestino, a transmissão se dá através da boca. Crianças mais novas que não seguem rigorosamente hábitos de higiene possuem risco ainda maior.

As reações mais comuns da vacina de poliomielite são: dores de cabeça, diarreia, dores musculares e irritação na garganta além de vômitos.

Vacina Pneumocócica: A pneumocócica é uma bactéria que vem através de gotículas de saliva que são transmitidas quando a pessoa infectada espirra ou tosse, por isso é altamente contagiosa.

A maioria das crianças que recebe a vacina pneumocócica podem ter reações como: irritabilidade que é o sintoma mais comum e em casos isolados, pode ocorrer pneumonia, meningite, quadros de febre e perca de apetite.

Vacina Tríplice Viral: É uma vacina preparada para combater três doenças: o sarampo, parotidite e rubéola. As vacinas com vírus vivos atenuados não devem ser aplicadas em crianças com doenças congênitas ou deficiências.
As reações costumam surgir de 7 a 12 dias após ter tomado a vacina. No local da aplicação são comuns ocorrerem gânglios inflamados e a criança apresentar febre, moleza e erupção cutânea.

Vacina Influenza: A influenza é uma doença viral que é transmitida através da tosse ou espirro da pessoa infectada. O vírus é caracterizado em 3 tipo: A, B e C. Porém, somente os de tipo A e B estão relacionadas as grandes epidemias que andam ocorrendo na atualidade.

Após tomar a vacina influenza é comum ter reações como: dor intensa no local da aplicação, tosse, dor de cabeça. No geral, os sintomas desaparecem em torno de 2 dias, caso persiste é necessário procurar um médico.

Vacina Rotavirus: O rotavirus é um vírus facilmente transmitido e muito recorrente, principalmente em crianças de 6 a 2 anos de idade devido a fase oral de pôr tudo na boca, inclusive objetos.

Após tomar a vacina rotavirus é comum apresentar reações como: dor no local, endurecimento da área de aplicação, vermelhidão, febre e irritabilidade.

Como Evitar a Reação da Vacina?

Infelizmente não é possível evitar as reações da vacina, mas podemos com algumas dicas amenizar o sofrimento de nossos bebês e crianças. Por exemplo, no caso de vermelhidão no local de aplicação, podemos com a ajuda de um pano e agua morna, passar delicadamente por 3 vezes ao dia no local até melhorar o desconforto.

Em casos de quadro de febre é recomendável dar o antitérmico sempre dentro do período indicado e na dosagem indicada pelo pediatra. Caso a criança esteja doente ou apresentando sinais de febre é indicado que aguarde até a recuperação da criança para que possa ser tomada a vacina.

O uso de alguns medicamentos também pode influenciar na baixa da imunidade da criança. Em caso de tratamento recomendados conversar com o pediatra e solicitar liberação para tomar a vacina ou se deve aguardar o final do tratamento.

Misturar o componente da vacina com alguns medicamentos podem dar certas complicações ou até mesmo “maquiar” os sintomas. Após a aplicação das vacinas é necessária observação total

Vale alertar que algumas crianças podem sofrer de alergias a alguns componentes das vacinas, portanto é necessária observação rigorosa após cada aplicação. Em caso de sinais de alergia, procure imediatamente um pronto atendimento.

Veja Também: Vacinação Infantil – Proteção para a Vida Toda
Foto: StockSnap