O corpo se transforma muito no período de gestação, e até a vagina se modifica na gravidez. É possível notar mudanças externas e também internas, como a textura, cor, aspecto e muitas outras características, quando comparadas ao período anterior à gravidez. Assim como o resto do corpo, a vagina passa por muitas transformações ao longo da vida. Porém, a época em que ela mais sofre mudanças é durante a gravidez.





Alterações da Vagina

Os órgãos sexuais reagem a todo estímulo hormonal durante o ciclo. No período não fértil, a mulher fica mais seca e a vulva não costuma apresentar inchaço. No período fértil, nota-se a vagina e vulva mais inchada, e mais úmida também. Já no pós-período fértil, ela volta a ficar seca, porém, pode ficar inchada devido à circulação sanguínea. Se a vagina continua inchada após o atraso menstrual, pode ser um forte indício de que há estimulo hormonal suficiente para uma gravidez em andamento.

Coloração da Vagina

Se você já está grávida, as mudanças podem acontecer mesmo antes de a mulher desconfiar da gestação. A vagina é um local onde há muitas terminações nervosas e vasos sanguíneos. Eles podem proporcionar sensações diferenciadas no começo da gravidez e até mesmo em estágios mais avançados. Como as alterações na vagina não são um parâmetro suficiente para se certificar de uma gravidez, é preciso o uso de testes de gravidez para ter 100% de certeza do resultado. Se você quiser ter mais certeza para confirmar uma possível gravidez, os testes são essenciais e fáceis de usar. Os melhores testes são aqueles com sensibilidade de 10mUI que podem detectar a gravidez mesmo antes do atraso menstrual. A Famivita tem testes de ótima sensibilidade com embalagens de 2 ou 5 tiras.

Quanto à coloração da vagina, ela pode ficar mais escura devido ao aumento da melanina nesta região. Assim como a vagina, as axilas e, também, a linha vertical que divide o abdômen ficarão mais marcados. Essa é a tal linha nigra ou alba, como também é chamada.

Inchaço na Vagina

A vagina inchada na gravidez é uma alteração comum e normal, mas pode se tornar incômodo para algumas mulheres, principalmente se acompanhada da sensação de vagina quente. Algumas mulheres já possuem lábios mais carnudos naturalmente, e passam a tê-los ainda mais volumosos. Porém, o inchaço não deve vir acompanhado de coceiras, secreção esbranquiçada em grande quantidade, ardor ou secreção amarronzada.

Secreção Hormonal

Falando em secreção, a vagina na gravidez é inundada de hormônios que produzirão uma quantidade muito maior de secreções. Sabe aquela secreção com aspecto de creme hidratante? Ele é o principal muco, mas outro tipo pode aparecer. Ele é similar ao do período fértil, mas fique tranquila porque é perfeitamente normal que apareça um muco tipo “clara de ovo” uma vez ou outra. Se houver sangue nesta secreção, uma coloração amarronzada ou amarela muito escura, converse com seu obstetra.

Qual a Textura da Vagina na Gravidez?

A textura da vagina muda muito de mulher para mulher. Algumas têm o interior da vagina com aspecto cheio de bolinhas e isso é normal. Outras têm as paredes mais lisas, de aspecto mais claro ou mais escuro, rosa, arroxeado ou avermelhado. Tudo isso é fisiológico e o organismo varia muito de um para o outro.

É importante se fazer um alerta quanto a tentar verificar a textura da vagina durante a gravidez. O toque, se feito de maneira descuidada, pode trazer alguns problemas. Pode, por exemplo, ocasionar a abertura do colo do útero. Esse acontecimento poderia proporcionar um aborto, principalmente nos primeiros meses de uma gravidez de risco. É raro, mas acontece. Toques constantes também aumentam os riscos de infecção. Por isso, analisar o colo do útero não é indicado, a não ser que seja pelo médico no consultório.

Como Analisar a Textura Vaginal

O máximo que se recomenda fazer para reconhecer o “terreno” na gravidez, é o uso de espelhos. A posição de cócoras é a melhor para ver realmente como está a vagina por fora e parte dela internamente. Porém, evite introduzir os dedos e também qualquer objeto pontiagudo ou duro para que a região não seja machucada.

Bolinhas Sebáceas

Alguns problemas podem acontecer na vagina durante a gravidez, como por exemplo, as bolinhas sebáceas. Elas são como cistos de naboth e bartholin, que ocorrem devido à secreção de oleosidade da região ficar presa em um folículo de pelo. Caso se depile com lâmina ou cera, é possível que eles aconteçam, mas com uma secreção purulenta junto, parecendo uma espinha. Essas bolinhas podem causar certa dor na região. Portanto, devemos lembrar que qualquer modificação anormal na vagina durante a gravidez, deve ser informada ao obstetra imediatamente!

Como Cuidar da Vagina

A higiene íntima é importante não somente durante a gravidez, mas fora dela também. Pode-se lavar a vagina com sabão apropriado para este fim. Sabonete íntimo ou de glicerina são ótimas opções. Também recomenda-se não lavar a região com água muito quente. Procure fazer a higiene íntima pelo menos 2 vezes ao dia: uma no banho com um sabonete adequado e outra vez apenas com água. Lavar demais a vagina pode desequilibrar o pH e abrir espaço para microrganismos crescerem.

Usar calcinhas mais largas, preferencialmente de algodão, também é uma ótima escolha. Evite usar absorventes diários e, sempre que puder, dispense a calcinha para arejar a vagina.
Resumindo: podemos dizer que, no começo da gravidez, a mudança mais consistente é o inchaço e o aumento da libido. Se houver maior lubrificação, também poderá ser um sinal de que vem bebê por aí!

Dúvidas das Leitoras:

A textura interna da vagina muda na gravidez?

Sim, a textura interna vaginal pode sofrer alterações de aspecto, textura e coloração durante a fase gestacional e pode variar de mulher para mulher.

A vagina fica mais apertada na gravidez?

Algumas mulheres relatam que se sentem mais “apertadas” durante a gravidez, e isso é ocasionado pelas variações hormonais que provocam mudanças na textura da vagina. Não é um fato que acontece com todas, mas é considerado normal.

Mudanças na vagina podem indicar uma gravidez?

Claro que existem algumas alterações vaginais na fase gestacional, mas nada “gritante” que possa indicar e apontar uma gravidez com certeza.

Dica Importante: Os sintomas podem variar muito de mulher para mulher, mas sem exceção é a presença de HCG no organismo. Se houver mesmo que uma quantidade mínima, é certeza de que houve implantação e assim, a gravidez. Pegou o positivo? Conheça a FamiGesta, a vitamina para gestante da Famivita.

Veja também: O Tamanho do Útero Pode Significar Gravidez?

Foto: VlaD (DaV.),Rodrigo Denúbila