O desfralde acontece por completo, depois de tirar aos poucos a fralda durante o dia, finalmente a criança está apta a dormir a noite sem a fralda. Vai tudo muito bem no início até que os episódios recorrentes de xixi na cama passam a acontecer. Mesmo em crianças maiores que já tem uma maturidade do aparelho urinário podem ter esses “acidentes” de xixi na cama. O importante é saber lidar com eles de forma adequada para que tanto a criança como os pais se saiam de forma satisfatória do ocorrido. Como lidar com o xixi na cama com crianças acima de 5 anos então?

Até adultos podem ter episódios de xixi na cama quanto mais uma criança. O segredo está em como administrar a situação, certo? O xixi na cama pode acontecer por diversos problemas ou situações que podem causar stress, entre eles a chegada de um irmão mais novo, mudança de escola, algum ocorrido na família que mexa com sua cabecinha ou até mesmo para chamar a atenção. Mas o xixi na cama também pode acontecer por motivos de doenças como incontinência urinária por exemplo. Crianças menores podem ter menor domínio sobre a bexiga no meio da noite, a imaturidade para dominar completa do sistema urinário pode acabar ocasionando vez ou outra um xixi na cama, mas o importante é não constranger a criança. Em episódios recorrentes de xixi na cama a causa deve ser investigada.

A enurese noturna acontece com bastante frequência entre as crianças maiores. É muito importante que os pais fiquem atentos ao problema e em sinal de repetição leve a criança ao pediatra para que seja feita uma avaliação. A enurese noturna que é uma doença e que pode acometer crianças grandes, de 5 a 12 anos, é muito frequente e possui alguns sintomas como:

  • Escapes de urina mesmo durante o dia
  • Infecções urinárias recorrentes com dor ao fazer xixi
  • Não conseguir segurar uma mínima quantidade de urina

Normalmente o xixi na cama pode trazer constrangimento para crianças maiores, o problema vai além de molhar a cama. A enurese noturna costuma ser um problema hormonal, física ou de ordem psicológica.
Como tratar para evitar o xixi na cama? O xixi na cama pode ser pela ausência ou deficiência de um hormônio chamado vasopressina, ela pode ter uma queda significativa durante o sono da criança fazendo assim, uma produção maior de xixi. E aí o xixi na cama acontece! Os motivos mais comuns para o xixi na cama também podem acontecer pelo consumo maior de líquido no período da noite, ainda também por problemas na bexiga, alterações nos músculos da bexiga e em sua capacidade de segurar a urina. Existe o fator psicológico da questão, crianças que estejam irritadas ou passando por algum tipo de stress podem eliminar a urina mesmo dormindo, claro sem intenção. Esse fator tende a ser passageiro e na maioria das vezes para sozinho após o fator estressante sair da vida da criança.

Formas de tratar o a enurese e parar de vez com o xixi na cama

Xixi na cama na grande maioria dos casos se vai sozinha com o passar do tempo. Com o crescimento da criança e amadurecimento dos seus órgãos. Porém, um médico deve ser consultado para saber se há algum motivo clinico que impeça que a criança faça xixi na cama durante a noite. Algumas medidas podem ser tomadas pelos pais para que a criança seja melhor avaliada pelo médico:

  • Restringir o acesso das crianças a ingestão excessiva de líquidos a noite pode ajudar a reduzir o xixi na cama.

  • Orientar que a criança vá ao banheiro antes de se deitar e se possível um dos responsáveis leva-lo ao banheiro durante a noite. As crianças podem fazer xixi mesmo dormindo, basta falar com elas e orientar que podem fazer xixi.

  • Hábito de fazer xixi sempre que tiver vontade e evitar preguiça de ir ao banheiro pela manhã.

  • Orientar exercícios para fortalecimento da musculatura da bexiga, tentar cortar a urina quando está fazendo xixi pode ajudar nesse fortalecimento.

xixi na cama e agora 1

O tratamento medicamentoso pode ser feito, porém ainda é somente recomendado como último recurso, já que a medicação para diminuir a urina durante a noite, pode trazer certos efeitos colaterais como dores abdominais e até mesmo sintomas de alergia a medicação. O acompanhamento psicológico deve ser feito concomitantemente ao tratamento patológico com medicação. Os dois devem andar juntos para melhor eficácia.

Se o caso não for de medicamentos e precise de uma ajudinha apenas dos pais, há métodos que podem ser utilizados. Uma forma de ajudar a criança que faz xixi na cama a se recuperar nessa fase é uma premiação em que a cada noite, ou um X de noites que passar sem fazer xixi na cama ela pode ganhar um prêmio que ela queira ou goste. Pode ser passeios, pequenos mimos, como se fosse uma recompensa.

Fazer com que a criança ajude a lavar as roupas de cama também pode ajudar, mostrar o resultado daquele copo de suco a mais da noite seguinte pode funcionar. Entender a importância de diminuir os líquidos para uma noite sem xixi na cama é muito importante para crianças acima dos 5 anos, isso certamente exemplifica o que os pais dizem pois elas veem as consequências. .Se for medo que impeça que ele vá ao banheiro recorrer a um penico do tipo trono também pode ser útil. Esse tem uma tampinha e a criança nem precisa sair do quarto para aliviar a bexiga. Um ponto importante é não ridicularizar a criança que fez xixi na cama para amigos e parentes. Mesmo que sejam crianças maiores, a vergonha de ainda fazer xixi pode piorar e agravar o caso. Consultar um médico é essencial em casos que a enurese se torne corriqueira, cabe aos pais procurar ajuda para resolver a questão do xixi na cama.

Nota da autora: Tive uma experiência bem de perto com enurese noturna. Eram constantes os xixis fora de hora e no lugar errado. Tomamos a decisão de consultar um médico que diagnosticou que não havia nada errado. Era somente um excesso de liquido a noite e também certa preguiça da criança ir ao banheiro à noite. Conversando com ele descobri que tinha medo de ir ao banheiro sozinho no meio da noite, então propus que me chamasse ou chamasse ao pai se a vontade de fazer xixi apertasse. Foi assim que resolvemos a questão do xixi na cama. Também passamos a leva-lo mesmo dormindo ao banheiro para fazer xixi. Ele faz direitinho, claro que precisa de certa ajuda como segurar o piu-piu ou o colocar sentado, mas faz parte. Tudo para ajudar meu rapazinho a crescer sem traumas e com caminha seca!

Veja também: Primeiros Dentinhos – Quando Aparecem e Os Sintomas

Foto: thejbird